Eu estou pensando em acabar com tudo: filme e livro

Estou Pensando em Acabar com Tudo': Suspense psicológico da Netflix ganha o  1º pôster oficial; Confira! – CinePOP

Qualquer coisa dita sobre Eu estou pensando em acabar com tudo tem potencial para se tornar um spoiler. Então, vou compartilhar minha opinião sobre livro e filme da forma mais sucinta possível.

Eu estou pensando em acabar com tudo é um livro estranho. Feito para ser estranho. Iain Reid nos apresenta a Jake e sua namorada, durante uma viagem de carro para a casa dos pais dele. Ela acha que não deveria conhecê-los ainda, mas aceita o convite mesmo assim. Durante o trajeto, porém, o insistente pensamento de acabar com tudo não sai de sua cabeça. E nem poderia. Porque uma vez que ele se instala, não há como voltar atrás.

Não demorei muito tempo para entender o que estava acontecendo nessa estranha história. Não tanto por méritos meus, mas porque acredito que o autor tenha deixado pistas propositais ao longo da trama. Ainda assim, fui surpreendida pelos detalhes e o impacto da revelação foi maior do que eu esperava. O livro começa com um clima ligeiramente sombrio, mas, digamos, ainda normal. E aos poucos, a atmosfera se transforma em algo pesado, aflitivo, doloroso e cada vez mais estranho.

Dirigida por Charlie Kaufman (roteirista de Quero ser John Malkovich e Brilho eterno de uma mente sem lembranças), a adaptação captou muito bem a essência da oba original. As cenas adicionadas aumentaram a confusão e a estranheza de tudo. Os detalhes, que não poderíamos perceber na narrativa em primeira pessoa do livro, contribuíram para uma atmosfera ainda mais sinistra.

Ao mesmo tempo em que fornece pistas mais contundentes sobre o que realmente está acontecendo, o filme também deixa mais pontas soltas e aborda temas que acabam não sendo explorados. Confesso que prefiro o desfecho original. No entanto, gostei bastante de como os recursos audiovisuais foram explorados, fugindo do óbvio, proporcionando uma experiência sensorial para o espectador e criando metáforas e simbologias.

Eu estou pensando em acabar com tudo é uma história triste. Talvez não da forma como imaginamos quando lemos o título. Talvez não de um jeito que nos faça chorar. Na verdade, talvez seja mais do que tristeza. É mais como um vazio.

Título original: I’m thinking of ending things
Autor: 
Iain Reid
Editora: Rocco
Ano: 2016

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s