Resenha de Adeus, por enquanto – Laurie Frankel

Gênio da informática, Sam Elling trabalha em um site de encontros, até o dia em que cria um algoritmo capaz de mapear o par perfeito para cada pessoa. A ferramenta funciona tão bem, que se torna uma ameaça para a empresa, causando a demissão de Sam. Mesmo assim, ter criado o algoritmo faz tudo valer a pena, já que, sem ele, Sam nunca teria encontrado Meredith, sua própria alma gêmea. Logo depois que os dois começam a namorar, Livvie, a avó de Meredith, morre subitamente. Para ajudar a namorada a superar a perda, Sam cria um novo algoritmo que reúne e-mails, SMS’s, conversas por vídeo e postagens em redes sociais de quem já se foi para gerar uma simulação em texto ou em vídeo. Extremamente real, a nova ferramenta não apenas ajuda Meredith a passar pelo momento de luto, como também se torna um negócio rentável, porém duvidoso.

>> Encontre o melhor preço de Adeus, por enquanto

O título e a sinopse de Adeus, por enquanto com certeza chamariam a minha atenção logo de cara. Mas, antes que eu me deparasse com a obra, a Angela me recomendou o livro, que entrou para a lista na mesma hora. Depois de ler Cujo, fiquei com vontade de uma leitura que fosse leve, mas não vazia ou superficial. Achei que Adeus, por enquanto se encaixava nos pré-requisitos, e acertei! Ao mesmo tempo em que é super fácil de ler, a obra de Laurie Frankel mostra como a morte (ou a iminência dela) assusta, desespera e transforma não apenas quem vai, mas também quem fica.

Devo ser sincera e dizer que esperava um pouco mais de Adeus, por enquanto, especialmente em relação à emoção (sim, eu estava a fim de dar uma choradinha!). E tenho certeza de que o que me impediu de me envolver mais com a trama foram os personagens: Meredith me irritou bastante com seu jeito de “dona da verdade” mimada, enquanto Sam se revelou um belo pau mandado, com muita genialidade e pouca personalidade. Entre os personagens secundários, nenhum realmente me cativou – o divertido e espontâneo Dash foi de quem mais gostei, mas meio que por falta de opção.

Em uma mistura de Be right back (episódio de Black Mirror, lançado um ano depois do livro) com Inteligência Artificial, Adeus, por enquanto propõe também dilemas morais interessantes. E a principal discussão é: até que ponto conversar “em tempo real” com um ente querido falecido realmente ajuda no processo de luto? Eu mesma, confesso, não cheguei a uma conclusão. E é assim, tratando o luto de forma honesta e realista, que Adeus, por enquanto nos faz refletir e ver que, no fim das contas, partir ou ficar levam ao mesmo caminho: o da redenção.

Título original: Goodbye for now
Editora: Paralela
Autor: Laurie Frankel
Ano: 2012
Páginas: 376
Tempo de leitura: 5 dias
Avaliação: 3 estrelas

Anúncios

4 pensamentos sobre “Resenha de Adeus, por enquanto – Laurie Frankel

  1. Uhull!
    Fico feliz que tenha lhe agradado de certa forma com a indicação. Bom saber que consigo te influenciar em 1 livro contra 100 seus que me fez ler hahahahahahahaha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s