Contos Peculiares – Ransom Riggs

Contos Peculiares é o livro dentro do livro que foi transportado para a vida real. Trata-se de uma compilação de lendas que fazem parte do universo peculiar e que foram reunidas por Millard Nullings. Não é segredo para ninguém que série da Srta. Peregrine não é das minhas favoritas e que as leituras dos três livros nunca foram fáceis e fluidas para mim. E exatamente por isso, Contos Peculiares foi uma verdadeira surpresa!

Encontre o melhor preço de Crianças Peculiares

Todos os contos foram criados por Ransom Riggs e realmente parecem o tipo de história que passamos de geração para geração. Ou seja, verdadeiras lendas. Os contos são curtinhos e super fluidos, mas todos contam com lições de moral poderosas. Ganância sem limites, preconceito, solidão, justiça com as próprias mãos, vergonha e o valor à aparência são apenas alguns dos assuntos abordados pelas tramas.

As minhas histórias preferidas foram Os Esplêndidos Canibais, que mostra como a, muitas vezes, os bens materiais tomam o lugar de valores como a amizade e a humildade; A primeira ymbryne, que conta como surgiu a primeira fenda temporal; A mulher que era amiga de fantasmas, que mostra o desespero da solidão; e A menina que domava pesadelos, que retrata a subjetividade da justiça.

O projeto gráfico de Contos Peculiares é um espetáculo à parte. Assim como os outros volumes da série publicados pela Intrínseca, a obra tem capa dura (sem jacket) e realmente parece um livro antigo. A arte da capa é maravilhosa e tem tudo a ver com as histórias. E, para completar, o início de cada conto tem uma ilustração de Andrew Davidson.

Título original: Tales of the Peculiar
Editora: Intrínseca
Volumes da série: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, Cidade dos EtéreosBiblioteca de Almas
Autor: Ransom Riggs
Ano: 2016
Páginas: 208
Tempo de leitura: 3 dias
Avaliação: 4 estrelas

selo2016

 

Semana Especial Crianças Peculiares: que peculiaridade eu escolheria?

img_9663

Enquanto pensava sobre que peculiaridade eu escolheria, cheguei à conclusão de que Ransom Riggs não foi tão generoso com seus personagens quanto Stan Lee e Jack Kirby ao criar os X-Men (entre os mutantes da Marvel eu provavelmente escolheria ter o poder metamórfico da Mística). Afinal, Millard é invisível, o que deve ser interessante, mas não tem o poder de escolher quando quer ser visto. Olive pode levitar, o que também parece divertido, mas usa sapatos de chumbo o tempo todo para manter os pés no chão. Jacob é capaz de ver etéreos, peculiaridade fundamental para a série, mas que, para mim, não teria utilidade. Emma manipula o fogo, o que pode ser útil vez ou outra, but no, thanks.

Quando eu estava quase desistindo de escolher uma peculiaridade, lembrei do conto A primeira ymbryne, meu favorito de Contos Peculiares, e então soube a resposta: eu adoraria ser capaz de repetir um momento em especial, como Ymeene (ela também pode se transformar em ave, o que não me chama tanto a atenção. Mas, sim, seria divertido poder voar por aí). O único perigo seria eu criar uma fenda temporal e viver para sempre em uma viagem ou em um show do The Killers, hahaha!

E vocês, que peculiaridade escolheriam?

Veja mais posts da Semana Especial Crianças Peculiares

selo2016

Semana Especial Crianças Peculiares: a estética dos livros

Como o tema do terceiro dia da Semana Especial Crianças Peculiares era livre, eu escolhi falar sobre a estética dos livros. Primeiro porque não há como negar que salta aos olhos! Segundo porque, ao lado das fotos, foi o que me fez ter e manter a vontade de ler a série.

O primeiro volume foi publicado pela Leya e, apesar de não ser hardcover, conta com uma diagramação super caprichada – tanto é que o conceito foi, de maneira geral, mantido nos outros dois livros. Já Cidade dos Etéreos Biblioteca de Almas foram publicados  pela Intrínseca (que também irá relançar o primeiro volume) e conta com o charme irresistível da capa dura.

Não vou me estender no blá-blá-blá porque, nesse caso, as fotos falam por si só :)

img_9463

img_9454

img_9455-1

img_9456

img_9457-1

6a68e413-d3fe-4dd0-9cba-4b20002f84c7-1

img_9434

img_9458

img_9453

Veja mais posts da Semana Especial Crianças Peculiares

Semana Especial Crianças Peculiares: minhas fotos preferidas

O tema do segundo dia da Semana Especial Crianças Peculiares, proposta pela Intrínseca, era personagens preferidos ou quotes favoritas. Mas, como as fotos são o grande diferencial da série e também o principal motivo pelo qual quis ler os livros, decidi compartilhar com vocês as que mais gosto. Na verdade, fiz uma seleção bem resumida, para não estragar a experiência para quem ainda pretender ler as obras de Ransom Riggs. No entanto, já dá para ter uma boa ideia do estilo das imagens escolhidas pelo autor!

Fotos de O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares:

img_9431-1

img_9432-1

img_9433-1

Fotos de Cidade dos Etéreos:

img_9434-1

img_9435-1

img_9436-1

Fotos de Biblioteca de Almas:

img_9437-1

img_9438-1

Fofíssimas, né? Hahaha! Ficaram com vontade de ler?

Veja mais posts da Semana Especial Crianças Peculiares

selo2016

 

Biblioteca de Almas (Srta. Peregrine #3) – Ransom Riggs

img_8918

Depois de perder o avô, conhecer as Crianças Peculiares, partir em busca da Srta. Peregrine e correr perigos que jamais imaginou, Jacob irá enfrentar forças ainda mais poderosas. No entanto, ele acaba descobrindo que possui uma rara habilidade, que será fundamental para resgatar as ymbrynes e os amigos peculiares. E, ao lado de Emma Bloom, é exatamente essa aventura que Jacob irá viver. O que eu ele não sabe é se conseguirá sair vivo dela.

Encontre o melhor preço de Biblioteca de Almas

Como falei nas resenhas de O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares e Cidade dos Etéreos, os livros da série nunca são leitura fácil para mim. A história é repleta de mistérios e reviravoltas, mas existe algo na escrita de Ransom Riggs que não me cativa. De qualquer forma, Biblioteca de Almas me surpreendeu e, embora não tenha sido a leitura mais rápida de todos os tempos, realmente me envolveu e foi um final digno para a aventura extraordinária de Jacob Portman.

O ritmo do terceiro volume é ainda mais frenético do que nos livros anteriores. Tudo acontece a todo tempo! No entanto, achei que alguns problemas se resolvem de maneira muito conveniente. Sabe quando parece certo que personagem irá morrer e, de repente, acontece algo completamente improvável que o salva? Pois é…Isso acontece demais em Biblioteca de Almas! Mas, há que ser dito, a história é tão louca e movimentada, que tudo acaba fazendo um certo sentido.

Eu comecei a ler a série Crianças Peculiares por causa das fotos assustadoras. Elas são reais (algumas poucas foram editadas) e inspiraram Ransom Riggs a escrever muitas cenas dos livros. Ou seja, influenciaram a história de maneira direta. No entanto, devo admitir que as imagens que compõem Biblioteca de Almas não são tão legais quanto as dos outros volumes. Entendo que fotos bizarras não deem em árvores e, graças à criatividade do autor, isso acaba não sendo um problema. Mas também não pode ser ignorado, afinal, é o grande chamariz da série.

Épica. Essa com certeza é a melhor palavra para definir toda a saga das Crianças Peculiares e, especialmente, o último volume. E depois de todas as bizarrices e loucuras que permeiam os três livros, Biblioteca de Almas termina com dilemas “comuns” que, enfim, fazem com que o leitor realmente se conecte a Jacob e Emma.

Título original: Library of Souls
Editora: Intrínseca
Volumes anteriores: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares e Cidade dos Etéreos
Volume complementar: Contos Peculiares
Autor: Ransom Riggs
Ano: 2015
Páginas: 416
Tempo de leitura:  6 dias
Avaliação: 3 estrelas

selo2016