Resenha de Contos Peculiares – Ransom Riggs

Contos Peculiares é o livro dentro do livro que foi transportado para a vida real. Trata-se de uma compilação de lendas que fazem parte do universo peculiar de O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares e que foram reunidas por Millard Nullings. Não é segredo para ninguém que série da Srta. Peregrine não é das minhas favoritas e que as leituras dos três livros nunca foram fáceis e fluidas para mim. E exatamente por isso, Contos Peculiares foi uma verdadeira surpresa!

>> Encontre o melhor preço de Crianças Peculiares

Todos os contos foram criados por Ransom Riggs e realmente parecem o tipo de história que passamos de geração para geração. Ou seja, verdadeiras lendas. Os contos são curtinhos e super fluidos, mas todos contam com lições de moral poderosas. Ganância sem limites, preconceito, solidão, justiça com as próprias mãos, vergonha e o valor à aparência são apenas alguns dos assuntos abordados pelas tramas.

As minhas histórias preferidas foram Os Esplêndidos Canibais, que mostra como, muitas vezes, os bens materiais tomam o lugar de valores como a amizade e a humildade; A primeira ymbryne, que conta como surgiu a primeira fenda temporal; A mulher que era amiga de fantasmas, que mostra o desespero da solidão; e A menina que domava pesadelos, que retrata a subjetividade da justiça.

O projeto gráfico de Contos Peculiares é um espetáculo à parte. Assim como os outros volumes da série publicados pela Intrínseca, a obra tem capa dura (sem jacket) e realmente parece um livro antigo. A arte da capa é maravilhosa e tem tudo a ver com as histórias. E, para completar, o início de cada conto tem uma ilustração de Andrew Davidson.

Título original: Tales of the Peculiar
Editora: Intrínseca
Volumes da série: O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, Cidade dos EtéreosBiblioteca de Almas
Autor: Ransom Riggs
Ano: 2016
Páginas: 208
Tempo de leitura: 3 dias
Avaliação: 4 estrelas

selo2016

 

Anúncios

Resenha de Biblioteca de Almas (Srta. Peregrine #3) – Ransom Riggs

img_8918

Depois de perder o avô, conhecer as Crianças Peculiares, partir em busca da Srta. Peregrine e correr perigos que jamais imaginou, Jacob irá enfrentar forças ainda mais poderosas. No entanto, ele acaba descobrindo que possui uma rara habilidade, que será fundamental para resgatar as ymbrynes e os amigos peculiares. E, ao lado de Emma Bloom, é exatamente essa aventura que Jacob irá viver. O que eu ele não sabe é se conseguirá sair vivo dela.

>> Encontre o melhor preço de Biblioteca de Almas

Como falei nas resenhas de O lar da Srta. Peregrine para crianças Peculiares e Cidade dos Etéreos, os livros da série nunca são leitura fácil para mim. A história é repleta de mistérios e reviravoltas, mas existe algo na escrita de Ransom Riggs que não me cativa. De qualquer forma, Biblioteca de Almas me surpreendeu e, embora não tenha sido a leitura mais rápida de todos os tempos, realmente me envolveu e foi um final digno para a aventura extraordinária de Jacob Portman.

O ritmo do terceiro volume é ainda mais frenético do que nos livros anteriores. Tudo acontece a todo tempo! No entanto, achei que alguns problemas se resolvem de maneira muito conveniente. Sabe quando parece certo que personagem irá morrer e, de repente, acontece algo completamente improvável que o salva? Pois é…Isso acontece demais em Biblioteca de Almas! Mas, há que ser dito, a história é tão louca e movimentada, que tudo acaba fazendo um certo sentido.

Eu comecei a ler a série Crianças Peculiares por causa das fotos assustadoras. Elas são reais (algumas poucas foram editadas) e inspiraram Ransom Riggs a escrever muitas cenas dos livros. Ou seja, influenciaram a história de maneira direta. No entanto, devo admitir que as imagens que compõem Biblioteca de Almas não são tão legais quanto as dos outros volumes. Entendo que fotos bizarras não deem em árvores e, graças à criatividade do autor, isso acaba não sendo um problema. Mas também não pode ser ignorado, afinal, é o grande chamariz da série.

Épica. Essa com certeza é a melhor palavra para definir toda a saga das Crianças Peculiares e, especialmente, o último volume. E depois de todas as bizarrices e loucuras que permeiam os três livros, Biblioteca de Almas termina com dilemas “comuns” que, enfim, fazem com que o leitor realmente se conecte a Jacob e Emma.

Título original: Library of Souls
Editora: Intrínseca
Volumes anteriores: O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares e Cidade dos Etéreos
Volume complementar: Contos Peculiares
Autor: Ransom Riggs
Ano: 2015
Páginas: 416
Tempo de leitura:  6 dias
Avaliação: 3 estrelas

selo2016

Resenha de O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares – Ransom Riggs

IMG_9980

Jacob sempre foi muito apegado ao avô paterno, que atiçava sua imaginação com histórias extraordinárias, incluindo as que aconteceram no orfanato para crianças peculiares, e fotos inexplicáveis e assustadoras. Quando o avô morre em uma situação extremamente traumática, Jacob decide investigar a verdade por trás de sua mítica história e, para isso, viaja até o País de Gales, em busca do tal orfanato. E, ao explorar a casa que ficou em ruínas após ser bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial, ele descobre que as crianças que lá viveram com seu avô nunca envelheceram e, de alguma forma, ainda estão vivas.

>> Encontre o melhor preço de O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares

Em 2014, eu li tantas séries e trilogias, que, neste ano, decidi passar longe delas, à medida do possível. E consegui. Até me deparar com O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares e suas fotos intrigantes e assustadoras. Se fosse apenas pela sinopse, acho que eu descartaria a leitura, no entanto, ao pegar o livro e ver algumas das imagens que ele contém, foi impossível não me render à curiosidade. No início da obra de Ransom Riggs, quase me arrependi, já que, nas primeiras 100 páginas, poucas coisas acontecem e a leitura se torna um pouco cansativa. No entanto, assim que a história engrena, são tantas reviravoltas e descobertas que a situação muda completamente de figura e aí o difícil é parar de ler.

Quando as crianças peculiares entraram em cena foi inevitável para mim lembrar de X-Men, embora a atmosfera e a premissa das histórias sejam completamente diferentes entre si. Já o clima sombrio, o tom de “loucura” e o ritmo inicialmente truncado me lembraram bastante da série Mara Dyer, que é tão repleta de reviravoltas e teorias malucas quanto a obra de Ransom Riggs.

Como já era de se esperar, o mistério é um dos principais ingredientes da história, assim como o toque de fantasia. No entanto, do meio para o final, o clima de aventura toma conta do livro, com direito a uma pitada de ficção científica – não vou especificar o que é para não dar spoiler. Então, apesar do início relativamente entediante, a leitura pega fogo no final e é impossível não querer saber o que vai acontecer nos outros dois volumes da série.

Título original: Miss Peregrine’s Home For Peculiar Children
Editora: Leya
Volumes seguintes: Cidade dos Etéreos Biblioteca de Almas
Volume complementar: Contos Peculiares
Autor: Ransom Riggs
Ano: 
2011
Páginas:
335
Tempo de leitura:
5 dias
Avaliação:
4 estrelas