[OFF] Meu tributo a Scott Weiland

scottweiland-1

Scott Weiland em 1993

Às 5h36 da última sexta-feira, 04 de dezembro, eu soube como é perder um ídolo. E descobri que, além de extremamente triste, é também uma experiência muito estranha quando você percebe que perdeu o sono e está chorando por uma pessoa que sequer sabia da sua existência. E mesmo assim, mudou seu mundo, compartilhou suas angústias, aplacou seus medos e o fez entender que tudo bem não estar sempre bem. Porque você não é o único.

Nós sabemos que aquilo que nos transformou em fãs de uma banda ou artista – a música – é o que fica, que as palavras são eternas e imutáveis. No entanto, é difícil aceitar que nunca mais haverá canções novas, shows ao vivo e entrevistas. Que a voz, por mais eternizada que tenha sido, se calou para sempre. E que, no caso do Scott, não haverá mais chances para um final melhor, um final feliz.

scottweiland-2

Scott Weiland em 1996

Alguns, inclusive Mary Forsberg, a segunda ex-mulher do Scott, disseram que ele já havia “morrido” antes mesmo do último dia 03 de dezembro. E eu não discordo. Scott ainda era um frontman acima da média, no entanto, realmente se tornou difícil ver as apresentações recentes e tentar escutar a mesma voz de shows antigos, antes tão impecável e inesquecível, e enxergar o mesmo homem enérgico e radiante, que dominava qualquer palco em que subia. Que dançava como se ninguém estivesse olhando, justamente por saber que todos o faziam. Mas eu preferia tentar encontrá-lo nessa sombra para sempre do que saber que tudo isso simplesmente não existe mais. Acabou.

Continue a ler “[OFF] Meu tributo a Scott Weiland”

Anúncios

[OFF] Minhas 10 bandas favoritas

Que eu amo livros, vocês já estão carecas de saber. Mas, além da literatura, também sou apaixonada por música e não vivo sem meu iPod! Não acompanho avidamente as novidades sobre o assunto, mas tenho meus artistas preferidos e dos quais não abro mão. No post de hoje, resolvi compartilhar com vocês as minhas 10 bandas favoritas <3

1. THE KILLERS

Se escolher o livro favorito é uma tarefa impossível para mim, eleger a banda da minha vida é a coisa mais fácil: sem pensar ou titubear, eu digo que é The Killers. Conheci os meninos de Las Vegas como a maioria, lá em 2005, graças ao hit Somebody Told Me. Mas, quando comecei a ouvir as músicas do Sam’s Town, segundo álbum da banda, simplesmente me apaixonei. E desde 2008, The Killers é definitiva e oficialmente a minha banda favorita (das minhas 8 tatuagens, 3 nasceram por causa deles) e, muito provavelmente, será para sempre assim <3

Meu álbum preferido: tarefa difícil, mas escolho Sam’s Town.
Músicas que eu indico: todas? Brincadeira, aí vai – All these things that I’ve Done, Smile like you mean it, Read my mind, When you were young, For reasons unknown, This is your life, Bones, Human, Spaceman, The world we live in, Flesh and Bone, Runaways, The way it was, Here with me, Miss Atomic Bomb, etc. etc. etc.
Shows que fui: em 2009 e em 2013, no Lollapalooza (sim, perdi o de 2007, no Tim Festival).

2. VELVET REVOLVER

Se não fosse meu amor pelo Scott Weiland, ex-Stone Temple Pilots, eu provavelmente nunca me daria ao trabalho de escutar Velvet Revolver. Mas ainda bem que fiz esse “sacrifício”, porque eles logo se tornaram a minha segunda banda favorita.

Meu álbum preferido: os hard rockers preferem o Contraband, mas eu fico com o Libertad
Músicas que eu indico: Come on Come in, Do it for the kids, Headspace, You got no right, Sucker Train Blues, Fall to pieces, Set me free, Slither, Get out the door, She builds quick machines, The Last Fight, For a brother, Mary Mary, Messages, etc.
Shows que fui: nenhum :(

3. STONE TEMPLE PILOTS

É claro que eu conhecia Plush, Interstate Love Song Soug Girl, mas nunca havia dado uma atenção especial ao Stone Temple Pilots, mesmo depois de ter ido ao show deles em 2010. Mas, no ano seguinte, no SWU, tudo mudou. Me apaixonei com delay e rolou até uma obsessão, haha! Atualmente, a loucurinha passou, mas o amor ficou!

Meu álbum preferido: gosto muito de Nº 4, mas o melhor é Core
Músicas que eu indico: Dead and Bloated, Sex Type Thing, Wicked Garden, Sin, Piece of Pie, Plush, Crackerman, Where the river goes, Meatplow, Vasoline, Lounge Fly, Interstate Love Song, Still Remains, Silvergun Superman, Unglued, Tumble in the rough, Big Bang Baby, Trippin’ on a hole in a paper heart, Down, Heaven & Hot Rods, Atlanta, No Way Out, Sex & Violence, Days of the week, Hollywood Bitch, Wonderful, Cinnamon, etc. etc.
Shows que fui: em 2010 e em 2011, no SWU.

4. KINGS OF LEON

Comecei a ouvir Kings of Leon em 2008, quando eles ainda eram estranhos e indies. No entanto, quando eles lançaram o Only by the night, com hits como Sex on Fire, Notion e Use Somebody, eu, assim como muitas pessoas, caí na armadilha e passei a gostar muito mais da banda.

Meu álbum preferido: não sou fã tr00 e amo o Only by the night.
Músicas que eu indico: Red Morning Light, California Waiting, Molly’s Chambers, Slow Night, So Long, Charmer, On Call, My Party, Crawl, Sex on Fire, Manhattan, Revelry, Notion, Radioactive, Pyro, Supersoaker, Family Tree.
Shows que fui: em 2012, no Planeta Terra. Continue a ler “[OFF] Minhas 10 bandas favoritas”