Livro x Filme: Se eu ficar

 se-eu-ficar-filme-2

Se eu ficar era um dos livros que eu mais queria ler neste ano e, até certo ponto, eu estava simplesmente amando a história, que tem uma premissa super original – resenha aqui. No entanto, alguns detalhes da obra de Gayle Forman me decepcionaram bastante e, por isso, diminuí as expectativas em relação à adaptação cinematográfica, o que acabou sendo até bom. O filme, que conta com Chloë Grace Moretz, de Carrie, a estranha, e Jamie Blackley nos papéis de Mia e Adam, não chega a ser uma adaptação ruim, mas, na minha humilde opinião, poderia ser melhor.

Chloë e Jamie foram boas escolhas para os papéis de Mia e Adam, embora eu o tenha imaginado diferente enquanto lia o livro. Estou bem longe de ser especialista no assunto, mas, pelo menos para leigos, Chloë aparentava estar bastante familiarizada com o violoncelo, instrumento tocado pela personagem, e parecia realmente executar as músicas do filme. Já o Adam do filme se mostrou um pouco mais rebelde e egoísta do que o do livro, mas nada que comprometesse a história. Para compensar qualquer insatisfação com os protagonistas, temos Mireille Enos e Joshua Leonard como os divertidos e companheiros pais de Mia. Outro destaque positivo é Stacy Keach, que interpreta o avô de Mia e simplesmente arrasa em uma das cenas mais emocionantes – e fiéis ao livro – do longa.

se-eu-ficar-filme-1

Não dá para dizer que Se eu ficar não é uma versão cinematográfica fiel. No entanto, acredito que a narrativa de Gayle Forman tenha dificultado a adaptação da obra, já que, de certa forma, o presente fica em segundo plano e a maior parte da trama é construída por lembranças e flashbacks. Talvez por isso tenham sido feitas mudanças – que achei desnecessárias – e o filme, que normalmente já perde em detalhes em relação ao livro, ficou ainda mais raso.

Na obra original, o que me decepcionou foi o final, que achei que poderia ser mais coerente e corajoso. E o desfecho do filme, apesar de ter algumas mudanças, segue a mesma linha e desaponta da mesma forma. O fim do longa, assim como o do original, ficou em aberto e deixa o caminho livre para uma continuação, que, no mundo literário, é Para onde ela foi. No entanto, por enquanto, ainda não há informações sobre uma sequência cinematográfica.

Título original: If I Stay
Diretor: R. J. Cutler
Ano: 2014
Minutos: 107
Elenco: Chloë Grace Moretz e Jamie Blackley
Avaliação: 3 estrelas

Anúncios

If I Stay (Se eu ficar) – Gayle Forman

if-i-stay

Para Mia, escolher estuda música na faculdade em Nova York, mesmo que isso signifique deixar a família, os amigos e principalmente o namorado, Adam, para trás, parece a maior decisão que ela terá que tomar aos 17 anos. No entanto, depois que sua família sofre um grave acidente, Mia fica entre a vida e a morte e precisa descobrir se está pronta para ir ou se tem a coragem necessária para ficar.

seeuficar

Apesar de inevitavelmente denso, If I Stay consegue ser também leve, além de extremamente sensível. Narrada em primeira pessoa por Mia, a história mescla passado e presente com maestria, o que faz com que o leitor conheça a vida da protagonista a fundo e tome para si a dúvida entre ir e ficar. Todas as personagens são muito bem construídas, o que garante doses ideais de melancolia e nostalgia e também contribui para a legitimidade do dilema de Mia.

– All relationships are tough. Just like with music, sometimes you have harmony and other times you have cacophony.

A música é um dos pilares da vida da protagonista e, da clássica ao rock, é referência constante em If I Stay. A escrita de Gayle Forman é simples e direta, mas extremamente rica por ser capaz de provocar inúmeras sensações no leitor, além da verdadeira empatia em relação à situação de Mia. Os contrastes, entre o triste o alegre, o bruto e o delicado, o ir e o ficar, são evidentes, o que torna If I Stay capaz do que toda boa obra de fantasia deveria ser capaz: fazer o leitor imaginar que a história pode ser não apenas possível, como também real. O desfecho não foi o que eu esperava/queria, mas é coerente e deixa o caminho em aberto para a continuação, Where She Went (Para onde ela foi).

Eu já ouvi e li sobre pessoas que passaram pela experiência de coma e afirmam lembrar de “sonhos” estranhos durante o período e, por isso, não acho que a história criada por Gayle Forman seja totalmente fantasiosa. No entanto, independentemente da verossimilhança da trama de If I Stay, acho que a grande lição que fica é que não importa as escolhas que fazemos, sempre iremos perder e ganhar ao mesmo tempo.

Título original: If I Stay
Editora: Novo Conceito
Volume seguinte: Where She Went (Para onde ela foi)
Autor: Gayle Forman
Ano: 2009
Páginas: 201
Tempo de leitura: 2 dias
Avaliação: 4 estrelas

*Se eu ficar ganhou adaptação cinematográfica homônima em 2014 e conta com Chloe Grace Moretz (de Carrie, a estranha) no papel de Mia. Veja a resenha aqui!

Veja mais livros de Gayle Forman