O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

img_3360

O principezinho é um garoto que decide abrir mão da segurança de seu pequeno planeta para viajar pelo universo. Durante sua jornada, ele passa por uma série de encontros que, ao mesmo tempo em que o ensinam mais sobre o comportamento humano, menos o fazem entender a dinâmica das “pessoas grandes”.

Encontre o melhor preço de O Pequeno Príncipe

Não li O Pequeno Príncipe durante a infância e confesso que nunca tive muita vontade de lê-lo na vida adulta – tenho um pouco de preconceito com obras que todo mundo diz amar. Mas é claro que, como leitora, sempre senti que não ter lido o clássico era uma espécie de “falha de caráter”. Então, quando encontrei a obra de Antoine de Saint-Exupéry por R$ 11,90 na loja física da Saraiva, acabei comprando. E a leitura, como eu imaginava e receava, acabou com uma avaliação bem abaixo da média.

Apesar de ser curto, O Pequeno Príncipe não é um livro fluido – prova disso é que demorei 2 dias e meio para ler apenas 95 páginas, sendo que muitas contêm ilustrações. Mas o que realmente me irritou foi o ar pedante e os milhares de clichês. Em defesa do livro, no entanto, a verdade é que frases célebres da obra, como “tu te tornas responsável por aquilo que cativas”, foram repetidas exaustivamente ao longo de todos esses anos e acabaram sendo banalizadas e perdendo o sentido.

Apesar de não entender como as pessoas podem amar tanto O Pequeno Príncipe, entendo o valor e a magia da obra de Antoine de Saint-Exupéry: a sabedoria do principezinho está exatamente em sua pureza e ingenuidade e as questões levantadas por ele, que nunca desiste de uma pergunta, são extremamente pertinentes. Para mim, o grande mérito do livro é nos fazer refletir sobre o comportamento das “pessoas grandes” por meio daquilo de que somos mais carentes – a simplicidade.

Título original: Le Petit Prince
Editora:
Agir
Autor:
 Antoine de Saint-Exupéry
Ano: 1943
Páginas: 95
Tempo de leitura: 2 dias
Avaliação: 2 estrelas

O Noivo da Minha Melhor Amiga – Emily Giffin

o-noivo-da-minha-melhor-amiga

Rachel White é uma advogada bem-sucedida, mas sua vida amorosa não está tão bem quanto ela gostaria: aos 30 anos, Rachel continua solteira e sem namorados em potencial à vista. Enquanto isso, sua melhor amiga desde a infância, Darcy Rhone, parece levar a vida perfeita: tem um emprego glamouroso como relações públicas e está noiva de Dexter, um homem que muitas mulheres adorariam ter ao lado. Rachel está acostumada a viver à sombra de Darcy, que sempre consegue o que quer, custe o que custar. No entanto, esta dinâmica pode mudar quando Dexter beijá-la no banco de trás de um táxi.

onoivo

Li O Noivo da Minha Melhor Amiga pela primeira vez em 2011, logo depois de ter assistido à adaptação cinematográfica com Kate Hudson e Ginnifer Goodwin, e lembro de ter gostado muito. Hoje, a Emily Giffin é uma das minhas autoras preferidas e, como já li todos os livros dela, decidi repetir o seu primeiro romance.

O Noivo da Minha Melhor Amiga já chama atenção pela premissa e cumpre tudo o que a sinopse promete. E, como não poderia ser diferente, explora as questões morais que uma traição envolve, com o agravante de que, no caso de Rachel, a infidelidade é dupla. Para mim, a melhor característica de Emily já aparece logo em sua obra de estreia: a capacidade de criar personagens e situações que poderiam ser completamente reais, sem vilões ou mocinhos caricatos. Rachel e Darcy não são apenas profundas, mas também tridimensionais, o que permite que o leitor “mude de lado” durante todo o livro.

Em O Noivo da Minha Melhor Amiga, Emily Giffin foi capaz de criar não só um romance envolvente, mas, principalmente, uma história de amizade fortíssima. Para completar, com a narrativa de Rachel em primeira pessoa, a autora consegue explorar os sentimentos mais sinceros e, muitas vezes, sórdidos da protagonista, o que dá ainda mais profundidade à trama. Dilemas e reviravoltas não irão faltar.

Título original: Something Borrowed
Editora: Agir
Companion books: Presentes da Vida e Questões do Coração
Autor: Emily Giffin
Ano: 2004
Páginas: 351
Tempo de leitura: 5 dias
Avaliação: 5 estrelas
**Em 2011, O Noivo da Minha Melhor Amiga foi adaptado ao cinema, com Kate Hudson e Ginnifer Goodwin nos papéis de Darcy e Rachel, respectivamente.

Veja mais livros de Emily Giffin