Resenha da duologia A guerra que salvou a minha vida – Kimblery B. Bradley

Querida Ada,

Já fazia anos que eu queria conhecer você, mas, por motivos que nem sei explicar, sempre adiei esse momento. E agora que sei de toda a sua história, me pergunto: por que demorei tanto? Mas eu acredito que existe o tempo certo para tudo. E os aprendizados que você, sua família e seus amigos me trouxeram me encontraram exatamente quando deveriam!

Ada, meu coração se partiu em pedaços todas as vezes em que a Mãe fez com que você acreditasse que não significava nada e que não era digna de cuidado e carinho. O pior é que, ao fazer isso, ela privou você do amor de muitas outras pessoas. Mas Susan não demorou para entender como funcionavam sua cabeça e seu coração. E acolheu-a com a segurança e o conforto do cobertor quentinho com o qual ela envolvia seu corpo nos momentos de crise.

Aliás, o que falar sobre a Susan? Ela é, com toda a certeza, a minha nova meta de vida. Uma mulher que sempre lutou pelo que acreditava ser certo, mas que nunca impôs nada a ninguém. Dona de uma generosidade imensurável, sempre atenta às necessidades dos outros, especialmente suas e do Jamie. Eu sei que você passou por muitas coisas, Ada, mas que sorte o seu caminho ter cruzado com o dela!

Foi muito especial testemunhar você aprendendo e conhecendo tanto do que lhe foi negado durante os seus primeiros 10 anos. E que delícia acompanhá-la desfrutando dos pequenos prazeres da vida, como um banho quentinho ou uma refeição saborosa. Isso tudo me fez pensar que as lembranças mais preciosas que eu guardo são justamente de momentos assim – simples, mas cheios de significado.

Com você e Susan, me lembrei de que fazer uma promessa, muitas vezes, significa mais do que de fato cumpri-la. Afinal, uma promessa é, antes de mais nada, um desejo. E senti a sua dor todas as vezes em que o medo de ter coisas boas (e enfrentar a possibilidade de perdê-las) fez você surtar – porque eu sei que as coisas ruins lhe eram familiares demais para causar um sentimento tão forte assim.

Ada, sua história causou lágrimas, eu não vou mentir! Mas nem todas foram de tristeza, pelo contrário! A maioria só transbordou porque já não cabia mais tanto amor em um só coração. Obrigada!

Título original: The war that saved my life e The war I finally won
Editora: DarkSide Books
Autor: Kimberly Brubaker Bradley
Tradução: Mariana Serpa
Publicação original: 2015/2017

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s