Resenha de 1793 – Niklas Natt Och Dag

Oi, gente! Tudo bem por aí? Aqui é a Lari (@bloglariteratura)!

Hoje vim falar desse livro que eu, honestamente, nem esperava gostar o tanto que gostei.

Veja bem, é claro que a edição é maravilhosa (Intrínseca sempre arrasando, né, mores), mas eu não conhecia o autor e, somente pela sinopse, não tive certeza se era meu tipo de livro.

Para minha sorte, é exatamente isso que ele é.

Niklas Natt Och Dag (que é descendente da mais antiga família da nobreza sueca ainda viva) mostrou a que veio e conseguiu me transportar diretamente para a Estocolmo do século XVIII, onde somos apresentados aos personagens e seus infortúnios.

É bom destacar bastante a palavra “infortúnios” porque, meu Deus do céu, acontece muita desgraça nesse livro, gente. Mesmo acostumada com assassinatos e mortes, fiquei surpresa com as descrições realistas de tortura e a maldade existente na realidade criada pelo autor.

Dividido em quatro partes e narrado por mais de um personagem, é bem interessante a maneira que Niklas consegue deixar a história muito bem amarrada. Apesar de não poder ser considerado um livro fluido, a história me prendeu logo nos primeiros capítulos e foi ficando cada vez mais eletrizante com o passar das páginas.

Com um clímax muito bem definido e uma maneira diferente de contar a trajetória tanto dos investigadores (uma dupla improvável formada por um sentinela e um advogado incorruptível) quanto das vítimas, o autor entregou um livro diferente de tudo que eu já havia lido até então.

Se você é como eu e adora um suspense policial e/ou romance histórico, de preferência com algumas gotas de sangue escorrendo pelas páginas, recomendo demais a leitura de 1793.

Niklas Natt Och Dag (sempre me dá vontade de colocar “Conde” antes do nome dele 😂) já chegou estabelecendo um alto nível de expectativa pelos próximos livros e sigo ansiosa pra conhecer mais de seu trabalho.

Espero que este seja o início de uma longa e sangrenta amizade.

Título original: 1793
Editora: Intrínseca
Autor: Niklas Natt Och Dag
Tradutora: Sandra Ljubas
Publicação original: 2017

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s