Para todos os garotos: agora e para sempre

“Decepção” definiu a adaptação de P.S.: ainda amo você. Ainda assim, não foi fácil controlar as expectativas para Para todos os garotos: agora e para sempre, o último capítulo da história de Lara Jean Song Covey. Mas é com um suspiro, de alívio, saudade e coração quentinho, que eu digo que a adaptação beirou a perfeição.

Agora e para sempre, Lara Jean é o livro mais movimentado da série de Jenny Han – exatamente o que me deixou mais apreensiva em relação à adaptação. E, obviamente, o filme não traz todos os acontecimentos da obra original. Mas as cenas escolhidas (e adaptadas) mantiveram a essência da trama e, principalmente, dos sentimentos e questionamentos de LJ.

Para além do romance com Peter KavisnkyAgora e para sempre é um livro sobre Lara Jean, sua família e seu futuro. E eu gostei muito de ver que, diferentemente do segundo filme, o terceiro também focou nesses elementos que mostram tão bem o amadurecimento da protagonista. Aliás, a adaptação também trouxe a relação de Peter com o pai, que é muito presente no livro, mas que eu, sinceramente, não esperava ver no filme – e amei!

Senti falta de Stormy, que roubou a cena em P.S.: ainda amo você e que, em Agora e para sempre, dá um dos conselhos mais valiosos para Lara Jean. Também confesso que os looks de LJ neste terceiro filme deixaram um pouco a desejar. Mas são apenas detalhes que não comprometem a experiência como um todo. Em contrapartida, Peter está um pouco mais Peter do que na segunda adaptação, e quase tão encantador quanto o personagem é no livro.

Um dos pontos que mais amo nos livros é a forma como LJ mantém a memória da mãe sempre viva. Como ela vive essa ausência sabendo que, no fim das contas, saudade não é exatamente aquilo que falta. E sim, todo o amor que sobra. E preciso ressaltar que os três filmes sempre foram muito cuidadosos em destacar esse aspecto da vivência e da personalidade da personagem.

Entre cartas de amor, romances e cookies, ao longo dos três livros, testemunhamos LJ se abrindo para o mundo e suas possibilidades. E se tem algo que Para todos os garotos: agora e para sempre também mostra é exatamente isso. Se você já passou pela adolescência, talvez já tenha sentido a vontade de dizer para alguém mais jovem que o primeiro amor, muitas vezes, é apenas isso – o primeiro.

Mas, se você olhar para trás, vai entender que a graça está justamente em acreditar até descobrir a sua própria verdade. Porque nós, e apenas nós, somos o caminho para todos e tudo o que amamos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s