Por que Lara Jean é tudo pra mim?

Desde que li a trilogia Para todos os garotos que já amei, em 2016, Lara Jean se tornou uma das minhas personagens preferidas. Pouco depois, começaram a me chamar de Lara Jean no Instagram e eu confesso que sempre encarei como um elogio! Porque imaginava LJ maravilhosa (mesmo antes dos filmes), sim, mas principalmente porque eu e ela sempre dividimos muito mais do que características físicas.

No aquecimento para a estreia de Para todos os garotos: agora e para sempre, meu modo monotema está ativado. Então, decidi divagar sobre os porquês de LJ me representar tão bem!

ASCENDÊNCIA
Lara Jean é descendente de sul-coreanos e eu, de japoneses. E embora não seja “tudo a mesma coisa”, é claro que existem pontos em comum. Assim, LJ começou a mudar algumas coisas dentro de mim. Primeiro, me ajudou a me enxergar como uma pessoa não-branca – por mais óbvio que isso possa parecer, nem sempre é algo automático. E o mais importante: a forma como LJ lida com a ascendência me fez entender que eu não precisava me afastar completamente das minhas origens, tampouco ser o clichê ambulante que muitas pessoas esperam dos descendentes de japoneses. Existe um meio-termo e eu poderia encontrar o ideal para mim, como ela encontrou.

A AUSÊNCIA DA MÃE
Assim como LJ, perdi a minha mãe cedo. E ver a forma como a personagem lida com a ausência e a saudade e como sempre se esforça para mantê-la viva por meio das lembranças é como olhar para um espelho.

TRÊS IRMÃS
Se LJ tem Margo e Kitty, eu tenho Fernanda e Bruna. Vejo muito das Irmãs Song nas Irmãs Tamanaha: a forma como elas se completam justamente em suas diferenças, a dinâmica natural que se instalou após a morte da mãe e a certeza de que, não importa o que aconteça, elas sempre terão umas às outras.

O CARINHO PELO PAI
“Nem sempre nos entende, mas tenta, e é isso que importa”
, é o que LJ diz sobre seu pai. E é exatamente o que eu digo sobre o meu também. Com certeza foi um desafio criar três meninas tão diferentes entre si em meio ao turbilhão que foi a nossa vida por muito tempo. Porém, eu sei que ele deu o melhor e, me perdoem a falta de modéstia, mas eu acho que deu tudo certo!

AS CARTAS
Tive o meu primeiro crush no Pré e, desde então, passei todos os dias da minha vida apaixonada por alguém. Nunca fui tão romântica quanto LJ, mas também escrevi cartas para muitos dos meninos de quem gostei – ainda bem que as semelhanças terminam por aí e as minhas nunca foram enviadas!

Vocês também amam a Lara Jean? Se identificam assim com algum personagem?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s