Resenha de Trocas Macabras – Stephen King

O que seria um artigo indispensável para você?

Essa é a pergunta que os moradores de Castle Rock começam a se fazer quando a Artigos Indispensáveis chega à cidade. Todos estão curiosos para saber o que vão encontrar na nova loja, e logo descobrem que Leland Gaunt, o proprietário, parece ter um item perfeito para cada um deles!

O melhor é que os preços sempre cabem em seus orçamentos, muitas vezes limitados! Mas, para completar a transação, o Sr. Gaunt pede que seus compradores preguem peças que, a princípio, parecem inocentes – ou assim eles gostam de pensar. Inofensivas ou não, as pegadinhas saem do controle, transformando Castle Rock em um verdadeiro campo de batalha.

Depois de ler alguns comentários não tão positivos sobre Trocas Macabras, fui capaz de controlar as minhas expectativas sobre o livro, lançado originalmente em 1991. E talvez por isso, a leitura tenha me surpreendido e agradado tanto!

Viciante e eletrizanteTrocas Macabras é também assustador. Pela atmosfera sobrenatural, sim, mas muito mais porque, novamente, Stephen King retrata a maldade humana, que existe para além da ficção. Por meio de um dos vilões mais inteligentes e intrigantes do autor, a trama explora as fraquezas, as carências e o vazio que tornam os seres humanos tão vulneráveis, em tantos aspectos. Então, ao mesmo tempo em que aposta na fantasia sombria, King também imprime nesta história muito da realidade.

Em Trocas Macabras, King faz referência a várias de suas histórias que se passam na fictícia Castle Rock, como o conto O Corpo e o romance A Zona Morta. E já aproveito para alertar: há um grande spoiler de Cujo. Outro aviso importante é que a trama contém bastante violência física e pode ser bastante gráfica em alguns momentos.

Em alguns aspectos, Trocas Macabras me lembrou It, a coisa – dadas as devidas proporções, é claro. Especialmente no estilo de narrativa no desfecho e na forma como King utilizou a questão da magia. Porém, mais do que uma boa história de terror com um vilão repugnante, a trama nos mostra que tudo está à venda e tudo tem um preço. Em uma sociedade tão movida pelo poder de possuir, Trocas Macabras nos faz pensar sobre o valor de tudo – principalmente o nosso.

Título original: Needful Things
Autor:
Stephen King
Tradutora: Regiane Winarski
Editora: Suma
Publicação original: 1991

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s