Resenha de Depois do sim – Taylor Jenkins Reid

Como saber se o amor acabou ou apenas se transformou?

Depois do sim é uma complexa e incisiva resposta a esta pergunta. No livro, Taylor Jenkins Reid nos conta a história de Ryan e Lauren, que, após mais de 10 anos de relacionamento, sentem que não são mais felizes juntos. No entanto, ambos estão dispostos a salvar o casamento e, para isso, escolhem um caminho inusitado: passar um ano separados. Durante este período, Lauren enxerga não apenas as lacunas de sua relação com Ryan, como também os espaços vazios dentro de si mesma.

Após Os sete maridos de Evelyn Hugo, é praticamente impossível não criar expectativas ao ler um livro de Taylor Jenkins Reid. Ainda assim, tentei controlá-las, principalmente porque Depois do sim foi escrito em 2014 e têm uma proposta bem diferente da história da estrela de cinema. E ao que tudo indica, minha tática funcionou!

Extremamente fluido e viciante, como todas as obras da autora parecem ser, Depois do sim é uma leitura leve, mas também ligeiramente incômoda. Isso porque disseca o relacionamento de Ryan e Lauren, fazendo-os admitir sentimentos e pensamentos que não gostariam, sobre si mesmos e também o outro. E é difícil acompanhá-los nessa jornada e não se questionar também sobre o que, de fato, é o amor para nós e o que podemos esperar dele.

Pelo título e pela sinopse, Depois do sim talvez pareça um romance clichê – e não teria nenhum problema se fosse, desde que bem conduzido. Mas acho justo dizer que os caminhos percorridos por Ryan e Lauren não são tão previsíveis quanto podem parecer. Gostei muito de como a autora incorporou as relações em família, e não apenas de Lauren com a mãe e os irmãos, como também a relação que se consolida entre seus familiares e o (ex?) marido. Tais subtramas enriquecem a história e suscitam ainda mais reflexões sobre o que um casamento significa para além do papel.

Eu disse que Depois do sim é uma complexa e incisiva resposta à pergunta inicial. E de fato é. Mas a verdade é que não há resposta universal. Só nós mesmos podemos descobrir a verdade, sob camadas e camadas de ressentimentos, sonhos, expectativas, realizações, frustrações… e amor também. Conjugado no passado ou no presente, mas, ainda assim, amor.

Título original: After I do
Autora: 
Taylor Jenkins Reid
Tradutor: Alexandre Boide
Editora: Paralela
Publicação original: 2014

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s