O que eu espero de um livro de terror?

Como leitora e entusiasta do terror, ouço muito duas frases:

“Eu não leio porque tenho medo”.
“Eu esperava sentir mais medo”.

E por serem duas observações tão opostas, comecei a me perguntar: o que EU espero de um livro de terror?

Vou começar falando sobre o que eu não espero: sustos. Livros e filmes, obviamente, contam com diferentes recursos para contar uma história. Quando eu assisto terror, eu quero os famosos jump scares. Já quando leio, é muito mais uma questão de atmosfera.

Talvez por isso eu goste tanto de obras góticas, como Drácula, por exemplo. É claro que a ambientação em um castelo isolado contribuiu para a criação de um clima sinistro. Mas nosso alarme dispara quando testemunhamos a vulnerabilidade de Jonathan Harker e a constante iminência do perigo. E essa atmosfera sombria, mas, de certa forma, requintada, e construída nos detalhes é algo imprescindível para uma boa história de terror.

Meu subgênero favorito é o sobrenatural, que considero difícil de explorar na literatura. Justamente porque, mais uma vez, o sutil se mostra muito mais assustador do que o brutal. E encontrar o ponto de equilíbrio entre delicadeza e horror não é fácil. A Assombração da Casa da Colina, de Shirley Jackson, não está entre meus favoritos, mas é em suas páginas que se encontra a cena que considero a mais aterrorizante que já li (ela está na série The Haunting of Hill House).

Ironicamente, eu também espero que um livro de terror não seja apenas um livro de terror. Uma das coisas que Stephen King e Mike Flanagan me ensinaram é que uma boa história do gênero pode nos levar do medo às lágrimas. Essa máxima foi reforçada por O Exorcista, de William Peter Blatty, um terror fabuloso, mas que também passeia por temáticas inesperadas.

Então, quando leio terror, não é exatamente medo que eu espero. É mais uma espécie de inquietação. Um sentimento menos visceral e mais reflexivo. Não por acaso, o que realmente me encanta é quando a história se conecta com a realidade de alguma forma – o que com certeza explica o meu amor por King e por It. Quando o sobrenatural e a fantasia sombria são transformados em metáforas para sentimentos reais. Porque fantasmas, vampiros, lobisomens, palhaços e zumbis podem ser aterrorizantes. Mas nada é mais assustador do que o que já existe dentro de nós.

O que vocês esperam de um livro de terror?

5 comments

  1. Confesso que a literatura de terror nunca me atraiu e jamais dei uma verdadeira chance para o gênero. Este ano foi a única vez, nas aulas de inglês eu li “The Terror of Blue John Gap” de Arthur Conan Doyle e achei maçante, apesar de ser muito bem escrito e criar uma excelente atmosfera. Mas lendo seu post me despertou certa curiosidade. Acho que se eu ler um livro de terror, e não somente um conto como “The Terror of Blue John Gap”, eu espero todos esses elementos que você citou. Qual livro de terror você indicaria para alguém que inicialmente tem nariz torto para o gênero?

    • Ah, que bom que o post te despertou essa curiosidade e interesse, fico feliz!
      Eu indico muito O Exorcista, se não tiver problemas com possessão. Gosto muito de O Cemitério também, do King, que é bem sombrio. A Essência do Mal, de Luca D’Andrea, me surpreendeu muito. E se gostar de não ficção, tem o 1977: Enfield, de Guy Lyon Playfair. Todos estão resenhas aqui no blog! E tenho também um vídeo em que falo sobre 43 livros de terror, se tiver paciência de assistir, está aqui: https://youtu.be/zJCwlPklY5Y

      • Eu adoro não ficção! Então “1977: Enfield” vai para minha lista de desejos. Vou dar também uma olhada no vídeo quando tiver mais tempo. Obrigado por todas as indicações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s