Resenha de A cantiga dos pássaros e das serpentes (Jogos Vorazes #0) – Suzanne Collins

“Snow cai como a neve, sempre por cima de tudo”.

Eu sempre torci para que Suzanne Collins mantivesse o universo que criou em Jogos Vorazes exatamente como ele era até o último livro: perfeito. No entanto, como fã, fui tomada por doses equilibradas de receio, curiosidade e empolgação quando A cantiga dos pássaros e das serpentes foi anunciado.

Quando soube que o novo livro se passaria mais de 60 anos antes da trilogia original e contaria a história de Coriolanus Snow, fiquei ressabiada. Será que eu poderia gostar de visitar Panem sem Peeta? Será que nós, fãs, queríamos saber como Coriolanus se tornou o sórdido Presidente Snow? Dúvidas à parte, meu lado tributo falou mais alto e decidi me preparar para o novo livro da melhor forma que podia – relendo os três anteriores. E bem… foi a melhor coisa que eu poderia ter feito!

Em A cantiga dos pássaros e das serpentes, conhecemos Coriolanus Snow aos 18 anos. Sua família ainda tem certo prestígio na Capital, mas passa por sérias dificuldades. Para salvar a reputação dos Snow e transformar seu futuro promissor em realidade, o garoto só tem uma opção: se tornar um sucesso como mentor da décima edição dos Jogos Vorazes.

Se você já esqueceu os detalhes de Jogos Vorazes, recomendo fortemente a releitura antes de mergulhar em Cantiga*. Não é uma necessidade, claro, mas acredito que enriqueça muito a experiência. A cada página, nos deparamos com nomes e sobrenomes que aparecem na trilogia original e diversas referências a acontecimentos “futuros”. Muitas vezes, essas referências não são determinantes. Mas nos ajudam a construir e desvendar Snow e também a contextualizar (mas nunca justificar) tudo o que aconteceu com Katniss Everdeen.

No início, pensei que a ideia de Suzanne era a clássica humanização do vilão. Mas, ao fim da leitura, cheguei a outra conclusão. É claro que conhecer Snow jovem, em uma posição de vulnerabilidade no contexto da Capital, nos faz reavaliar o personagem sob uma nova perspectiva. Ao longo da história, ele tem atitudes e pensamentos que não esperaríamos daquele que conhecemos como Presidente Snow.

No entanto, como só um personagem tridimensional e bem construído permitiria, todos os movimentos de Coriolanus, ainda que nas entrelinhas, mostram sua verdadeira essência. Então, ainda que não saibamos como exatamente ele se transformou no detestável algoz de Katniss, tudo faz completo sentido, ao mesmo tempo em que nos instiga a descobrir cada mínimo detalhe.

A cantiga dos pássaros e das serpentes é uma obra necessária? Com certeza não. Todos poderíamos viver muito bem saber quem foi Coriolanus Snow além do que já conhecemos. O livro é bem escrito e envolvente, mas também não chega a ser genial como os outros. Porém, pode funcionar como um verdadeiro presente aos fãs de Jogos Vorazes – pelo menos, foi assim que me senti.

E se antes eu ão queria que a série tivesse um novo livro, agora eu quero outro – e mais outro e quantos Suzanne Collins precisar para finalizar a história do Presidente Snow. Apesar das mais de 500 páginasA cantiga dos pássaros e das serpentes narra um curto período de tempo da vida de Coriolanus. E, pelo que vemos no novo livro, há muito mais para ser explorado nos caminhos que cruzam os destinos do presidente de Panem ao da Garota em chamas.

Título original: The ballad of songbirds and snakes
Autor: 
Suzanne Collins
Tradutor: Regiane Winarski
Editora: Rocco
Ano: 2020

*se você pretende ler Jogos Vorazes pela primeira vez, comece pela trilogia original e, só depois, leia A cantiga dos pássaros e das serpentes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s