Resenha de Recursão – Blake Crouch

Pense em uma lembrança preciosa. Imagine-a sendo substituída por outra, completamente diferente. E, enfim, tente se encontrar em seu universo particular quando você já não sabe mais quem é e o que viveu.

Este é o exercício que Blake Crouch nos propõe com Recursão. No livro, conhecemos Barry Sutton, um policial que perdeu a filha ainda adolescente e viu seu casamento desmoronar; e Helena Smith, uma neurocientista que dedica a vida ao desenvolvimento de uma tecnologia para a cura do Alzheimer. Quando um dos homens mais ricos do mundo decide financiar o projeto de Helena, ela acredita que sua invenção irá salvar as pessoas que sofrem da doença – inclusive sua mãe. Mas o que acontece só poderia ser definido como caos.

Em 2017, li Matéria escura, também de Blake Crouch, e me surpreendi. Então, pensei que estava preparada para Recursão. No entanto, me enganei, e o autor me surpreendeu mais uma vez.

Em seu mais recente livro, Crouch explora a importância da memória e o quanto somos produtos das nossas lembranças. Assim como Kurt Vonnegut em Matadouro-cinco, o autor nos faz repensar a linearidade do tempo. E sim, dá um nó em nossa cabeça. Mas também desata nossa mente para explorar além do que já está pré-estabelecido. E assim, encontrar, ou pelo menos considerar, novos significados e propósitos para a nossa jornada.

Um aspecto que me chamou a atenção em Matéria escura e se repetiu em Recursão foi a habilidade de Crouch em desenvolver uma narrativa versátil: inegavelmente uma ficção científica, a trama tem ritmo de thriller e é temperada com um romance poderoso. A abordagem do amor (não apenas o romântico), aliás, tem tudo a ver com as reflexões que o livro propõe e as angústias que inevitavelmente causa. Afinal, mexe justamente com as lembranças daqueles que amamos.

Uma leitura para prestar atenção em cada mínimo detalhe, Recursão nos leva a uma viagem. Não pelo tempo nem pelo espaço. Mas para dentro de nós mesmos, pelas nossas memórias, pela essência que nos faz ser quem somos. Em constante transformação e adaptação, mas também únicos em nossa imensidão.

Título original: Recursion
Autor: 
Blake Crouch
Editora: Intrínseca
Ano: 2019

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s