Resenha de Sobre a escrita: a arte em memórias – Stephen King

Se você é fã de Stephen King, leia Sobre a escrita: a arte em memórias. E se você não é, leia também.

Sempre ouvi falar muito bem desse livro de não ficção do Rei do Terror. E ainda assim, a obra superou toda e qualquer expectativa que eu havia criado. Em Sobre a escrita, King usa contornos autobiográficos para nos dar uma verdadeira aula sobre a arte da ficção. Ele compartilha uma série de lembranças e experiências, que vão desde a história de sua família, o início da carreira e o relacionamento com a esposa, Tabitha King, até os problemas com álcool e o acidente que quase o matou, em 1999. E esse panorama nos faz enxergar não apenas “Stephen King, o homem”, como também nos ajuda a entender como ele se transformou em “Stephen King, o escritor”.

Como já era de se esperar, quem está acostumado a ler King não terá problemas para reconhecer seu estilo em Sobre a escrita. Mas, talvez por conta do tom biográfico, a sensação é a de ter uma longa, agradável e honesta conversa com o autor. E não é exagero dizer que ri e chorei com o livro porque, como bom escritor, King transforma muitas de suas experiências pessoais em pequenas narrativas que poderiam ser ficção – como se fossem exemplos do que é possível fazer com essa arte.

Em Sobre a escrita, King também compartilhar os “bastidores” de alguns de seus livros – como Cujo, It: A Coisa, Carrie, a estranha A Zona Morta. E é muito interessante acompanhar um pouquinho do processo de criação de histórias tão célebres! “Mas por que eu deveria ler Sobre a escrita se não sou fã do autor?”, você me pergunta. E eu te respondo: se você gosta de escrever e almeja viver disso, este livro tem lições valiosíssimas. Estilo de escrita, pano de fundo, construção de personagens, rotina do escritor, revisão… são apenas alguns dos pontos abordados a fundo pelo autor.

Lições e curiosidades à parte, a grande delícia de Sobre a escrita é sentir a paixão que King tem pelo que faz transbordar das páginas. E é incrível como, mesmo assim, ele consegue manter a objetividade, sem nunca romantizar o ofício de escritor. E então, você entende que, para escrever, é preciso… escrever. E com as ferramentas certas em mãos, concedidas por ninguém menos do que Stephen King, isso é tudo o que você vai querer fazer.

Título originalOn writing: a memoir of the craft
Autor: Stephen King
Editora: Suma
Ano: 2000

Veja mais livros de Stephen King

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s