Resenha de A Essência do Mal – Luca D’Andrea

Quando se muda para Siebenhoch, uma região remota da Itália, o famoso documentarista Jeremiah Salinger decide fazer um filme sobre os salva-vidas das Dolomitas. Durante as filmagens, um acidente de helicóptero mata todos os socorristas, e apenas Slinger sobrevive. O documentarista passa a acreditar que a região é habitada por uma força demoníaca, que ele chama de A Besta. Meses depois, durante um passeio com a filha pelo Bletterbach, um desfiladeiro formado por fósseis, Salinger descobre que, em 1985, o local foi o palco do massacre de três jovens. Quase 30 anos depois, o crime continua sem solução e, para ocupar a mente e o tempo, Salinger está disposto a colocar tudo a perder para desvendar o mistério.

Suspense, terror psicológico e muito sangue: A Essência do Mal é a combinação perfeita de todos esses elementos! Mais do que o ponto central da trama, o massacre de Bletterbach é uma história dentro da história, praticamente uma trama à parte. E a necessidade que Salinger tem de descobrir o que realmente aconteceu em 1985 transborda das páginas, contaminando e envolvendo completamente o leitor. Luca D’Andrea tem uma escrita surpreendentemente fluida, mas repleta de detalhes, que não só nos apresentam a Siebenhoch, como nos transportam até o palco da história.

E se não economiza em cenas sangrentasA Essência do Mal também explora o emocional e até lança mão de dramas familiares para criar uma trama complexa e tridimensional. É difícil passar pela leitura sem se julgar, mas também compreender Salinger e Werner ou se apegar à pequena Clara! E ao nos conectar com o protagonista dessa forma, Luca D’Andrea nos envolve ainda mais e nos coloca frente a frente com dilemas morais. Por tudo isso, não é à toa que muitos comparam o autor italiano a Stephen King. E eu, como fã do Rei do Terror, não posso discordar que as semelhanças existem – e da melhor forma possível!

Sutil, porém poderosa, a atmosfera que envolve A Essência do Mal é o ponto alto da trama. Ao lado de Salinger, exploramos o subjetivo, adentramos o demoníaco e nos equilibramos entre realidade e imaginação – ou seria insanidade? As reviravoltas marcam o desfecho, manipulando e surpreendendo o leitor com um fim digno de um thriller de tirar o fôlego.

Título original: La Sostanza del Male
Editora: Intrínseca
Autor: Luca D’Andrea
Ano: 2016
Páginas: 365
Avaliação: 4,5 estrelas

Anúncios

Um pensamento sobre “Resenha de A Essência do Mal – Luca D’Andrea

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s