Resenha de Rosalie Lightning – Tom Hart

Rosalie Lightning era a peça que faltava para completar a família de Tom Hart e Leela. Alegre e divertida, a menina adorava assistir a Meu amigo Totoro e colher sementes. Mas, sem nenhuma explicação, Rosalie partiu antes mesmo de completar 2 anos de idade. E, então, Tom e Leela ficaram completamente devastados. Sem saber para onde ir. O que fazer. Como agir. Como não se deixar engolir pela tristeza avassaladora que a morte de Rosalie lhes trouxe.

Não tem como ler Rosalie Lightning, a história real de Tom Hart, e não se emocionar. Não sentir o peso do desespero e da tristeza dos pais. Não pensar sobre como a vida, muitas vezes, pode ser injusta e até cruel. Mas, ao mesmo tempo, preciso ser sincera com vocês, correndo o risco de ser vista como insensível: eu estaria mentindo se dissesse que a graphic novel me tocou da forma que eu esperava.

Na verdade, eu também não sei dizer exatamente por que não me conectei tanto a Rosalie Lightning. Afinal, a obra é um retrato honesto e real do luto, que mostra como parece errado “voltar a viver” quando uma parte de quem você é simplesmente se foi. Talvez seja porque a maioria dos livros, com histórias reais ou não, trazem uma resposta, uma lição. E Rosalie Lightning segue quase na contramão, mergulhando na perda e, de certa forma, não fazendo questão de emergir dela. Mas ao mesmo tempo… Não é assim que muitos de nós agimos quando passamos pelo luto? Na verdade, não é o que se espera das pessoas nessa situação?

De qualquer forma, seria injusto dizer que Rosalie Lightning não tem um propósito. O primeiro deles é, com certeza, o processo catártico pelo qual Tom Hart provavelmente passou para escrever a obra. Durante a leitura, o autor “procura” por augúrios que poderiam tê-lo avisado do que estava por vir – ainda que seja impossível saber. Talvez, possamos dizer que Rosalie Lightning não é o que gostamos de chamar de “sopro de esperança” ou “quentinho no coração”. Mas, assim como é sincero ao retratar o luto em toda sua crueldade, também é honesto em mostrar que é possível, sim, superá-lo – cada um ao seu tempo, à sua maneira.

Título original: Rosalie Lightning
Editora: Nemo
Autor: Tom Hart
Ano: 2017
Páginas: 272
Avaliação: 3,5 estrelas

*Rosalie Lightning faz parte do projeto #Lendo1GraphicNovelPorMês

Anúncios

Um pensamento sobre “Resenha de Rosalie Lightning – Tom Hart

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s