10 thrillers que eu amo!

Não é novidade que eu amo thrillers! Os bons livros do gênero são difíceis de largar e mexem com o leitor de várias maneiras. Eu tento ler pelo menos um por mês, e foi assim que acabei “colecionando” um bom número de livros lidos. Como sei que muitos de vocês também adoram o estilo, preparei uma listinha com 10 thrillers que eu amo (e para ver todas que já li, clica aqui!).

A verdade sobre o caso Harry QuebertJoël Dicker
Aos 30 anos, Marcus Goldman já é um escritor de sucesso, no entanto, enfrenta um bloqueio criativo que coloca sua promissora carreira em risco. Desesperado, ele vai à pequena cidade de Aurora, ao encontro de Harry Quebert, um dos autores mais respeitados dos Estados Unidos, além de seu ex-professor e mentor. Durante sua estadia na casa de Quebert, Goldman descobre que, em 1975, há mais de 30 anos, o escritor protagonizou um tórrido caso de amor com Nola Kellergan, uma jovem de 15 anos que desapareceu misteriosamente, sem deixar qualquer rastro, durante aquele mesmo ano. Eis que, em 2008, após a visita de Goldman ao professor, a polícia descobre os restos mortais da garota enterrados na propriedade de Quebert. O escritor é preso e todos em Aurora creem que ele seja o responsável pelo crime. Goldman, no entanto, acredita piamente na inocência de seu mentor e volta à cidade para conduzir uma investigação por conta própria, colocando sua carreira ainda mais em risco.

Até você ser minha, Samantha Hayes
A vida de Claudia Morgan-Brown está finalmente prestes a se tornar perfeita: casada com o atencioso James, ela ama o trabalho como assistente social, é uma ótima madrasta para os adoráveis gêmeos Oscar e Noah e, enfim, está grávida de sua tão desejada primeira filha. Como oficial da marinha, no entanto, James passa longas temporadas longe de casa, por isso, o casal contrata Zoe Haper, a babá de referências impressionantes que irá ajudar Claudia a cuidar dos gêmeos e da nova bebê. Mas, apesar do trabalho impecável e da personalidade discreta, Zoe faz com que Claudia se sinta ainda mais vulnerável e existe algo na babá que ela simplesmente não consegue decifrar.

Baseado em fatos reais, Delphine de Vigan
Depois de escrever o bem-sucedido livro autobiográfico, em que fala sobre o suicídio da mãe e revela segredos de família, Delphine de Vigan é tomada por um bloqueio criativo e passa a receber violentas cartas de um leitor anônimo. Além de fragilizada pelas consequências do sucesso de sua obra, a autora também passa por um momento de isolamento em sua vida pessoal, já que os filhos gêmeos estão prestes a sair de casa e o namorado, François, está sempre viajando a trabalho. É quando ela conhece L., uma misteriosa e sofisticada ghost-writer, que representa tudo o que Delphine gostaria de ser. A amizade entre as duas é inevitável, mas, aos poucos, toma proporções inesperadas e, acima de tudo, perigosas.

Battle Royale, Koushun Takami
Todo ano, o governo totalitário da República da Grande Ásia Oriental organiza uma disputa sangrenta, em que 42 adolescentes da mesma turma escolar devem matar uns aos outros, até que apenas um, que será o vencedor do Programa, sobreviva. A participação dos estudantes não é voluntária e nenhum deles sabe que será um dos competidores até que estejam na isolada ilha que servirá de cenário para a batalha. Quando chegam lá, os estudantes são recebidos pelo sádico e impiedoso Kinpatsu Sakamochi, o administrador do Programa, que tem o prazer de anunciar as rígidas regras e instruções. Antes da batalha começar, os adolescentes recebem um kit de sobrevivência, onde estão, além de água e pão, as diferentes armas que devem usar para matar os colegas.

Bela MaldadeRebecca James
Katherine Patterson tinha uma vida perfeita, até o dia em que uma tragédia acabou com sua família. A fim de superar a culpa que sente pelo ocorrido e recomeçar do zero, Katherine se muda de cidade e é rapidamente acolhida por Alice, umagarota linda, popular e extremamente generosa. Elas se tornam grandes amigas, mas, aos poucos, Alice mostra que não é tão bondosa assim. Katherine se recusa a enxergar as falhas da amiga, mas quando finalmente o faz, Alice não deixa dúvidas de que não gosta de ser rejeitada – e está disposta a fazer qualquer coisa para que Katherine se arrependa de suas escolhas.

Garota ExemplarGillian Flynn
No dia em que completa cinco anos de casamento com NickAmy desaparece e as pistas levam a acreditar que se trata de um caso de sequestro. No entanto, com um discurso pouco convincente e cheio de inconsistências, além do comportamento tranquilo demais, Nick se torna o principal suspeito pelo sumiço da esposa. Conforme a investigação avança, as novas pistas levam a crer que Nick é realmente o culpado pelo crime, ao mesmo tempo em que não são provas suficientes de seu envolvimento no caso. No entanto, ainda há muito a ser descoberto sobre todos os lados da história.

Matéria Escura, Blake Crouch
Jason Dessen é um professor universitário muito bem casado com Daniela Vargas, com quem tem um filho de 15 anos, Charlie. Mas, apesar da vida feliz e confortável que levam, Jason e Daniela vivem à sombra do que poderiam ter sido se tivessem escolhido caminhos diferentes – ele, um gênio da física, e ela, uma artista de sucesso. Certa noite, Jason é raptado por um homem mascarado e, quando acorda em um laboratório, se descobre em um mundo paralelo, onde é exatamente tudo o que poderia ter sido.

Misery, Stephen King
O escritor Paul Sheldon se tornou conhecido pela série de livros protagonizada por Misery Chastain. Quando termina de escrever mais um volume da saga, ele decide sair para comemorar, ignorando a forte nevasca. Paul acaba sofrendo um grave acidente de carro e, seriamente ferido, só sobrevive graças à ex-enfermeira Annie Wilkes. É na casa dela que o escritor acorda e não demora para perceber que, na verdade, foi sequestrado. Acontece que Annie se autointitula a fã número 1 de Paul e o fim de Misery a deixou extremamente abalada e descontrolada. E  a má notícia é que Annie só irá deixar Paul em paz quando a personagem tiver o final digno que merece.

Por trás de seus olhos, Sarah Pinborough
Louise é mãe solteira, e sua vida se resume a trabalhar como secretária em um consultório de psiquiatria e cuidar da casa e do filho. Em uma rara ida ao bar, porém, ela conhece um homem misterioso, que deixa o local após trocarem um beijo. Mas Louise não demora a descobrir que ele, na verdade, é David, não apenas casado, mas também seu novo chefe. Os dois tentam esquecer o que aconteceu, mas acabam tendo um caso. Para piorar a situação, Louise faz amizade com Adele, a esposa do amante. E assim, ela descobre que existe algo muito errado neste casamento – algo que talvez nem os olhos possam ver!

Suicidas, Raphael Montes
Como a mãe de Alê sempre foi muito amiga dos pais de Zak, os dois meninos cresceram juntos. Ao longo do tempo, Alê se transformou em um ambicioso aspirante a escritor, enquanto Zak incorporou o típico playboy garanhão. Apesar das diferenças, no entanto, os dois continuaram bons amigos, até o dia em que foram encontrados mortos ao lado de mais sete pessoas. O estado dos corpos indica que os jovens participaram de um perigoso jogo de roleta russa, mas a polícia não irá desistir enquanto não descobrir a verdade por trás do aparente suicídio coletivo.

BÔNUS
Não resisti e incluí um extra aqui! Entre quatro paredes não ganhou 5 estrelas porque o final não me agradou 100%. Mas foi um livro extremamente envolvente, que eu acabei lendo em um dia sem querer! Então, apesar das falhas, eu acho que ele merece um lugar nessa lista!

Entre quatro paredes, B. A. Paris
Grace e Jack foram feitos um para o outro! Ela abriu mão de um ótimo emprego para se tornar a esposa perfeita. Já ele é um advogado especializado em casos de violência contra a mulher, que nunca perdeu um caso sequer. Os dois parecem viver o casamento dos sonhos, mas a realidade entre quatro paredes pode ser bem diferente! Afinal, como explicar o fato de Grace nunca ser vista sem Jack? E por que ela não atende à campainha e ao telefone de sua própria casa?

Agora quero saber de vocês: quais desses livros vocês já leram e quais thrillers me recomendam?

Anúncios

5 pensamentos sobre “10 thrillers que eu amo!

  1. Shriver diva! <3 Nunca tinha escutado falar deste Bela Maldade, fiquei curiosa. Também tinha um preconceito infundado com Harlan Coben, aí peguei Seis anos depois na biblioteca, não terminei em uma semana e não o renovei – ainda não acabei o livro e isso foi em 2014!

    1. Shriver é deusa e não canso de dizer!
      Leia Bela Maldade, é muito legalzinho!
      E poxa, eu confesso ainda tenho preconceito com o Coben. Tipo, li um e gostei, mas tenho medo de ler outros, sabe? Mas tem vários leitores que super respeito e adoro as opiniões que o amam, então quero dar mais chances!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s