Resenha de Sem Filtro – Lily Collins

Você já esqueceu que, por trás de todo o glamour que envolve as celebridades, existe uma pessoa real? Que tem medos, inseguranças e problemas, exatamente como eu e você? Se a resposta for “sim”, Sem Filtro, o relato autobiográfico de Lily Collins, é um ótimo lembrete de que, no fundo (ou nem tanto), todo mundo é igual. Como é filha de Phil Collins, Lily sempre esteve, de certa forma, sob os holofotes. E, consequentemente, cresceu cercada por certas cobranças e expectativas, que talvez não sejam comuns para a maioria das pessoas. Ela teve muitas oportunidades incríveis, sim. Mas acho que é justo dizer que suas decepções e frustrações foram proporcionais.

>> Encontre o melhor preço de Sem Filtro

Em Sem Filtro, Lily fala sobre tudo: infância, viagens, relacionamentos, carreira, fama… E em alguns momentos, nos deparamos com uma vibe autoajuda, gênero que eu, particularmente, não gosto muito. No entanto, é fácil relevar esse aspecto por conta de dois motivos: o primeiro é que o relato da atriz nunca é piegas ou pedante; e o segundo são os dois principais pontos do livro – a mensagem de empoderamento e o incentivo a amar e aceitar a si mesmo.

Quando lemos a biografia de uma celebridade, esperamos enxergar a pessoa real” por trás da fama, para que possamos nos identificar com elas. E ao escrever Sem Filtro, a ideia de Lily era justamente se conectar com quem já passou/está passando por situações parecidas, além de exorcizar demônios pessoais. E a “estratégia” funciona muito bem, porque a atriz me pareceu ter sido extremamente honesta em seu relato. Ela não teve pudores de escancarar suas decepções amorosas (que não foram poucas!) ou de admitir o relacionamento conturbado que tem com o pai.

No entanto, o que me fez realmente querer ler Sem Filtro foi o fato de Lily falar sobre distúrbios alimentares. Quando vemos a atriz em fotos ou até mesmo em filmes, é difícil imaginar que ela possa não gostar do que vê no espelho. Mas a insatisfação com o corpo foi tão grande que Lily chegou a desenvolver anorexia e bulimia. E mais uma vez, a atriz foi muito sincera ao falar sobre os transtornos e como eles afetaram sua vida (mas confesso que gostaria se ela tivesse falado ainda mais sobre o assunto!). Atualmente, os distúrbios de Lily estão sob controle, mas ela sabe que serão batalhas para o resto da vida.

Título original: Unfiltered: No Shame, No Regrets, Just Me
Editora: Galera Record
Autor: Lily Collins
Ano: 2017
Páginas: 228
Tempo de leitura: 4 dias
Avaliação: 3,5 estrelas

Anúncios

4 pensamentos sobre “Resenha de Sem Filtro – Lily Collins

  1. Nossa estou louca para ler esse livro. Adoro o trabalho da Lily Collins e o maravilhoso jeito que ela trata as pessoas. Sua resenha só aumentou a vontade de ler este livro e olha que também não sou chegada no gênero de autoajuda.
    Beijos

  2. Essa semana tem sido a minha semana “Lily Collins”. Assisti “Simplesmente acontece” e assisti metade do “O mínimo para se viver” (vou terminar ele hoje, se Deus quiser hahaha) e agora eu quero muito ler o livro! Não sabia que ela tinha transtorno alimentares :0

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s