Resenha de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (Harry Potter #8) – J. K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany


Dezenove anos depois da Batalha de HogwartsHarry Potter é um respeitado funcionário do Ministério da Magia e pai de três crianças. “O menino que sobreviveu”, no entanto,  nunca foi capaz de deixar seu passado para trás, o que acaba se tornando um peso para seu filho mais novo, Alvo Severo. Obrigado a conviver com o legado do pai, Alvo decide mudar a história, o que só pode trazer consequências desastrosas.

>> Encontre o melhor preço de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

Quando eu disse que me apeguei a Harry Potter, eu estava falando extremamente sério! Depois de terminar Relíquias da Morte, até tentei começar outro livro, mas acabei não resistindo a Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. Sei que o livro divide a opinião dos potterheads, então, tentei não ir com muita sede ao pote. E talvez por isso tenha gostado bastante da obra que J. K. Rowling assina em parceria com Jack Thorne e John Tiffany!

Acredito que o “segredo” para não se decepcionar com Criança Amaldiçoada seja começar a leitura com a consciência de que é, sim, a continuação da saga, mas não é exatamente a mesma coisa. Explico: o livro é, na verdade, o roteiro da peça de teatro homônima, o que muda a dinâmica da trama e automaticamente a torna mais superficial (mas não de uma maneira ruim); além disso, reencontrar Harry, Rony e Hermione mais de 20 anos depois é divertido, mas também estranho. A boa notícia é que os personagens se mostram muito mais maduros (ainda bem!), ao mesmo tempo em que mantêm a essência que nós tanto amamos (ou não, em alguns casos, hahaha!).

Em Criança Amaldiçoada, conhecemos uma nova história do universo HP, mas também revisitamos o passado por meio da viagem no tempo. O recurso já costuma render boas tramas (olá, Teoria do Caos!) e, neste caso, é uma maneira genial de nos reconectar a Harry Potter e cia. – principalmente para quem terminou de ler a série há mais tempo. Apesar de ser muito mais leve do que os outros livros da saga – especialmente os últimos -, Criança Amaldiçoada conta com boas revelações e plot twists. No final, por mais que “não seja a mesma coisa”, é inevitável aquele gostinho de quero mais!

Título original: Harry Potter and the Cursed Child
Volumes anteriores: Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry Potter e a Câmara Secreta, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Harry Potter e o Cálice deFogoHarry Potter e a Ordem da Fênix Harry Potter e o Enigma do Príncipe e Harry Potter e as Relíquias da Morte
Editora: Rocco
Autor: J. K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany
Ano: 2016
Páginas: 352
Tempo de leitura: 5 dias
Avaliação: 4 estrelas

Anúncios

4 pensamentos sobre “Resenha de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (Harry Potter #8) – J. K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s