Top 5 livros de 2017

Sim, estou atrasada para compartilhar meu top 5 livros de 2017. Mas, como dizem, antes tarde do que nunca! Então, aí vão os meus queridinhos do ano até aqui!

A Cor Púrpura, Alice Walker
Não foi à toa que A Cor Púrpura faturou o Prêmio Pulitzer. Mais do que uma oba sobre segregação racial, o livro de Alice Walker é uma história sobre resiliência, cumplicidade, empoderamento e todas as formas de amor. Ou seja, foi publicado em 1982, mas é extremamente pertinente e atual. Realmente um must read da literatura!

Harry Potter e o Cálice de Fogo, J. K. Rowling
Quando escolhi meus 5 livros preferidos de 2017, estava lendo justamente Harry Potter e o Cálice de Fogo. Eu havia gostado dos três volumes anteriores da série, mas não o suficiente para colocar algum deles nessa lista. Por isso, achei que o mesmo aconteceria com o quarto livro. E não é que, para a minha surpresa, a história deu uma guinada e me fez entrar de vez para o mundo Potterhead? Como já sei que os três próximos volumes prometem, é praticamente certo que o top 10 ano terá pelo menos um representante da saga HP!

Matéria Escura, Blake Crouch
Matéria Escura é a prova de que a combinação thriller + sci-fi + multiverso tem tudo para dar certo! Afinal, foi com esses ingredientes que Blake Crouch criou uma trama extremamente envolvente e intrigante – como quase tudo o que envolve realidades paralelas. O melhor é que o autor encontrou um equilíbrio perfeito entre cada faceta da trama: o ritmo alucinante vem do thriller; a base da história é 100% ficção científica; mas o cerne da questão são as reflexões, o famoso “e se…?”.

O Livro dos Baltimore, Joël Dicker
O Livro dos Baltimore é um companion book de A verdade sobre o caso Harry Quebert, que eu amo! Por isso, assim que soube do novo livro de Joël Dicker, já adicionei-o à minha wishlist. No entanto, eu não sabia exatamente o que esperar da história, então, tentei conter minhas expectativas. E acabei surpreendida por uma trama intensa sobre amor, admiração e cumplicidade. E foi por causa da sensibilidade ímpar que O Livro dos Baltimore entrou para a lista de favoritos até aqui!

Tudo o que nunca contei, Celeste Ng
Talvez seja seguro dizer que Tudo o que nunca contei foi a grande surpresa até aqui. Eu esperava um bom livro, sim, mas nunca imaginei que a obra de Celeste Ng seria tão arrebatadora! Ao contar a história da Família Lee, que se passa na década de 1970, a autora fala sobre um tipo “diferente” de preconceito, o papel que a sociedade estabeleceu para a mulher e, principalmente, como o passado dos nossos pais (e avós, bisavós, etc.) definem a nossa trajetória.

BÔNUS

Agora e para sempre, Lara Jean, Jenny Han
Eu amo a série Para todos os garotos que já amei, mas a verdade é que a proposta dela é completamente diferente dos livros que citei acima. Por isso, a comparação não seria justa. Mas, como Lara Jean é minha queridinha assumida, quis fazer uma menção honrosa à Agora e para sempre, Lara Jean, que fecha a série de Jenny Han com chave de ouro!

Agora, quero saber: alguém compartilha algum livro da lista comigo? E quais foram os livros favoritos de vocês até aqui?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s