Semana Especial Para todos os garotos que já amei: sobre a série

Oba, mais uma Semana Especial da Intrínseca! E, desta vez, o tema é minha amada série Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han <3

Até 2015, eu era simplesmente viciada em livros young adult. Mas, como quase sempre acontece, senti que as obras do gênero se repetiam demais e passei a fazer uma seleção mais rigorosa do que eu leria. Quando a Intrínseca lançou Para todos os garotos que já amei, eu me apaixonei pela capa e tentação foi grande, mas me obriguei a resistir. No entanto, não fui forte o suficiente e, quando saiu o segundo livro da série, P.S.: Ainda amo você, me rendi. Bom, e o resultado vocês já sabem: a obra de Jenny Han se tornou uma das minhas séries young adult favoritasLara Jean ocupa um lugar especial entre meus personagens queridos.

Depois da breve historinha que conta como Para todos os garotos que já amei entrou para a minha vida, vamos aos livros em si! A série de Jenny Han é um young adult típico e dos bons. Ou seja, é romântico, leve e divertido, mas não deixa de abordar assuntos mais sérios extremamente pertinentes, como lutocyberbullying e até mesmo um pouco de feminismo. Outro ponto que faz com que a série seja uma ótima obra do gênero é o toque de realismo: Jenny  Han evita os extremos, e não aposta em personagens 100% bons ou ruins, em situações absurdamente incríveis ou loucamente trágicas. E assim, fica ainda mais fácil de se identificar e relacionar com a história.

Mas o que eu realmente amo na série é a forma como a autora retrata as nuances da relação entre irmãs – o companheirismo intrínseco, a inevitável competição, as diferenças e semelhanças… ; e também a ausência da mãe, respeitando a dor do luto, mas sem ser pedante ou dramática demais. E esses dois aspectos pontuam os três livros e, de certa forma, são a base da história.

Em Para todos os garotos que já amei, conhecemos a romântica e sonhadora Lara Jean, que também tem um lado inseguro e levemente imaturo. O triângulo amoroso é o ponto central da história, e Jenny Han deixa o leitor (eu, pelo menos) muito dividido entre o dúbio Peter Kavisnky e o certinho Josh Sanderson.

No segundo volume da série, P.S.: Ainda amo você, nos reencontramos com uma Lara Jean um pouco mais madura, segura e dona de si. Nosso coração (o meu, pelo menos, haha!) já pertence ao ainda dúbio Peter, mas John Ambrose McClaren aparece para formar mais um triângulo amoroso. É também no segundo livro que Jenny Han mostra como a internet mudou o universo dos adolescentes e aborda um pouco de feminismo.

E, para encerrar a série, temos o delicioso Agora e para sempre, Lara Jean, que é um típico livro sobre coming of age. No terceiro volume, a protagonista está muito mais madura e segura sobre suas escolhas, e seu relacionamento com Peter não poderia estar mais estabelecido. Mas e se tudo isso for posto à prova pelas decisões que a vida adulta impõe? E se o futuro for colocado em risco por conta das escolhas erradas? E, no fim, Lara Jean resolve os dilemas como sempre: de maneira realista, mas sempre com aquela pitada de romance e graciosidade!

Bom, acho que deu para entender um pouco do porquê de eu gostar tanto de Para todos os garotos que já amei, não é? Resumindo, a série de Jenny Han foi de “um livro bobinho para ler e espairecer para “eu leria mais uns 10 volumes sobre Lara Jean <3

Anúncios

6 thoughts on “Semana Especial Para todos os garotos que já amei: sobre a série

  1. Eu tô sempre fugindo de livros românticos, não é um tema que me agrada muito. Mas quando você falou “realista”, já fiquei mais atenta. Adoro livros que abordam questões sobre as escolhas que a gente tem que fazer na vida adulta…. Enfim, depois do seu texto, deu vontade de ler a série!

    1. Oi Thais!
      Sou muito suspeita para falar sobre essa série, porque realmente a amo demais <3 Mas, apesar de serem super românticos, os livros não são melosos ou "enjoativos", sabe? Acho que Jenny Han sobre mesclar bem o romance com "coming of age"! Se ler, espero que goste – e me conte o que achou!
      Beijos

  2. Lara Jean ❤️❤️❤️❤️
    Que delicia de semana especial heim!
    Acho que a relação da Lara Jean com a Kitty é uma parte que mostra bem como ela amadurece e decide ser bom exemplo pra Irma mais nova em vez de cortar as asinhas dela em qq oportunidade…e a relação Peter e Kitty é a coisa mais fofa e acho que o que me fez torcer pelo casal!
    Saudades já, da vontade de ler tudo de novo rs

  3. Recebia suma um e-mails com os post sobre essa série e ficava pensand: Deve ser legal, mas s pre deixava para depois.
    Quando li esse post fiquei com muita vontade de ler e simplesmente engoli os 3 livros. Amei e super apaixonada pelos dois.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s