Sobre Colleen Hoover

Minha história com Colleen Hoover começou em 2013, quando a Karina, do Cotidiano Aleatório, me falou sobre Métrica. Sem saber exatamente do que se tratava (como sempre), comecei a leitura, e acabei devorando o livro e me apaixonando. Apesar de ter achado a história um pouquinho dramática demais, lembro de ter me identificado bastante com as questões de Layken e com a relação dela com Will. E foi por isso que Métrica (ao lado da sequência, Pausa) se tornou tão especial para mim e me fez querer ler tudo de Colleen Hoover.

E então veio Um Caso Perdido (e Sem Esperança), com Holder (amor eterno <3) e Sky abalando completamente as minhas estruturas. Novamente, achei que a autora exagerou um pouco na dose de drama (sério, eles demoram praticamente o livro todo pra dar UM beijo). Mas, além de ter gostado bastante da história, adorei a forma como CoHo explorou um assunto-tabu com responsabilidade, ao mesmo tempo em que manteve a “aura” young adult do livro.

Depois, no final de 2014, veio o O Lado Feio do Amor, em que Colleen mostra todo o seu talento para a literatura erótica. Como não sou fã do gênero, fiquei um pouco incomodada com o excesso de detalhes. Mas também admito que a autora soube mesclar cenas (BEM) quentes com uma trama bem amarrada e toques surpreendentes. Ou seja, agradou a gregos e troianos. Devorei o livro e me emocionei tanto, mas tanto, que foi aí que a autora se tornou uma das minhas preferidas EVER.

Mas, então, tudo começou a desmoronar. Talvez porque eu tenha decido fazer uma maratona das obras de CoHo, praticamente emendando um livro no outro. O seguinte foi Talvez um dia, que, mais uma vez, me irritou um pouco com o excesso de drama. No entanto, é preciso ressaltar que a autora foi muito corajosa ao criar Ridge (não vou ser específica para não dar spoiler), fazendo com que a intensidade da história tivesse certa justificativa. O problema, nesse caso, foi que não me identifiquei nem um pouco com os personagens. Então, os elementos que me incomodaram nos livros anteriores me irritaram muito mais nesse.

Never Never: Part One, que Colleen assina com Tarryn Fisher, foi uma experiência intrigante e a trilogia tinha tudo para ser interessante. Mas, no segundo e terceiro livros, a história degringolou e perdeu o rumo. A conclusão a que cheguei é que ela poderia ter sido melhor aproveitada se não tivessem insistido em dividi-la em três partes. Uma pena!

E, enfim, chegou o momento em que meu amor por Colleen Hoover entrou em óbito: Confess. Meu Deus, que história clichê, que personagens chatos, que melação desnecessária!! O que realmente me incomodou na trama (além dos protagonistas, haha!) foi o exagero de tragédia, drama e mistério. A autora quis tanto manter o suspense em torno do acontecimento central do livro, que, em muitos momentos, a leitura perde o propósito. Ao longo da história, Auburn e Owen (chatooos!) acumulam problemas e mais problemas. E, no final, tchanam: tudo se resolve de maneira mágica! Resultado: peguei “bode irreversível” de CoHo.

Ainda é difícil entender como Colleen Hoover foi de deusa, diva, maravilhosa a uma autora de quem eu não pretendo ler mais nenhum livro na vida. A verdade, nua e crua, é que eu realmente não gostei de apenas um livro de CoHo. Mas, por algum motivo, foi o suficiente para me desanimar completamente em relação às outras obras da autora.

E toda vez que alguém posta uma foto no Instagram, morrendo de amores pela Colleen, eu lembro que gostaria muito de escrever esse post. Não para criar polêmica ou “julgar” quem gosta da autora. Cada um gosta do que gosta, e não tem por que discutir. Mas acho que eu queria desabafar (é muito triste passar a detestar um autor que amamos, táááá?) e saber se alguém já passou pela mesma situação.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Sobre Colleen Hoover

  1. Oi, Nádia! Tudo bem? Talvez eu tenha sido uma das únicas, mas eu detestei Métrica. Até escrevi sobre as razões lá no SLET. Depois disso, eu nunca mais peguei outro livro da autora para ler. Eu pretendo dar outra chance à Hoover com algum outro romance dela sem relação com Métrica, porque já ouvi muita gente falando super bem. Mas, pelo seu post, tenho impressão de que não vou curtir muito, não. E é exatamente por este motivo que escreveu: os dramas totalmente desnecessários. Tenho impressão que a autora “força a barra” para chocar e emocionar. =/

    Beijo,
    Brenda

    1. Eu amei Métrica, mas também li em 2013… Muitas coisas (literária e pessoalmente falando) mudaram desde então. Se lesse hoje pela primeira vez, provavelmente não gostaria, pelo menos não tanto. Sinceramente, se você já não gostou de Métrica, nem tente… Haha!

      Beijo

    1. Obrigada <3
      Eu gostei muito de Métrica e Pausa, mas achei Essa garota bem cansativo. Talvez por "repetir" a história, do ponto de vista de Will.
      Talvez um dia, como disse no post, eu gostei, mas não achei nada demais.
      Beijos

  2. Adoro a CoHo, apesar de não ter lido tantos livros dela, assim como você.

    Eu li a duologia – que virou tri, mas ok – e adorei.
    Também li O lado feio do amor, e apesar de não curtir romances eróticos, concordo que ela soube mesclar muitíssimo bem as cenas, e acabei viciando na leitura.

    Outro que li foi Nunca jamais e, nussss, nesse ela perdeu a mão real. Tava curtindo a leitura (apesar de saber desse marketing péssimo de dividir em três um livro de 700 páginas, mas segui em frente), só que quando eu percebi que a leitura começou a adquirir um tom sobrenatural, eu não aguentei, e broxei real. NO COMMENTS!

    Ps. Concordo com você, a autora exagera demais na dramatização, hsaushau.
    Espero ler os outros livros da autora e não ter desamor por nenhum (PAZ).

    1. Concordo com você sobre O Lado Feio do Amor, também devorei! Agora, Nunca Jamais é carimbar “idiota” na nossa testa, né? Além de ser desnecessária a divisão em 3, elas acabaram estendendo a história que não deveria ser estendida. Estragaram algo que até poderia ser legal.
      Apesar do meu desamor, espero que não aconteça com você. É muito triste :(

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s