Resenha de Mr. Mercedes (Bill Hodges #1) – Stephen King

img_5176

As centenas de pessoas que formam a gigantesca fila de uma feira de empregos esperam ansiosamente pela oportunidade de colocar a vida de volta nos trilhos. No entanto, o que as encontra naquela madrugada é um Mercedes desgovernado, que mata 8 pessoas e fere muitas outras, todas inocentes. Meses se passam e o detetive Bill Hodges não consegue superar o fato de ter se aposentado sem pegar o culpado. É quando ele recebe uma carta de alguém que diz ser o “Assassino do Mercedes” e decide resolver o caso por conta própria.

>> Encontre o melhor preço de Mr. Mercedes

Mr. Mercedes é apenas o quinto livro que leio de Stephen King, o que é pouco se considerarmos a quantidade de obras que o autor escreveu. No entanto, acredito que já posso dizer que, embora diferentes entre si, suas histórias têm sempre dois pontos em comum, em maior ou menor grau: a dissecação das “entranhas” da psique humana e a construção de personagens extremamente tridimensionais. E, para mim, estes são, ao mesmo tempo, os maiores trunfos de King e também os ingredientes que de certa forma justificam as peculiaridades de suas tramas.

Apesar de contar com vários pontos de vista, Mr. Mercedes é narrado principalmente pelos dois personagens principais – o detetive e o assassino. Sim, o leitor conhece o culpado desde o início do livro e posso dizer que em nenhum momento esta informação torna a leitura menos interessante ou envolvente. Porque, embora seja um thriller psicológico e policial da melhor qualidade, Mr. Mercedes não responde ao “quem?” e, sim, ao “por que?”, de uma maneira que apenas Stephen King poderia fazer.

Quem já leu algum livro do autor sabe o quanto ele é detalhista e o quanto cada um destes detalhes pode fazer a diferença no entendimento geral da história. E em Mr. Mercedes não é diferente. No entanto, se a primeira metade da trama deixa um pouco a desejar no quesito fluidez, a segunda, e especialmente as 50 páginas finais, é eletrizante e surpreendente. Com um personagem extremamente doentio e outro mortalmente humano, Stephen King nos mostra mais uma vez que as origens do mal podem ser misteriosas, mas o fato é que o perigo, assim como todas as coisas boas, sempre vem de dentro.

Título original: Mr. Mercedes
Editora: Suma de Letras
Volumes seguintes: Achados e Perdidos Último Turno
Autor: Stephen King
Ano: 2014
Páginas: 400
Tempo de leitura: 8 dias
Avaliação: 4 estrelas

Veja mais livros de Stephen King

selo-cia-das-letras

Anúncios

10 thoughts on “Resenha de Mr. Mercedes (Bill Hodges #1) – Stephen King

  1. Gosto bastante do autor, mas não fiquei interessada neste livro quando li outra resenha, quando falava que o livro era investigativo. Sou fã do terror de King e, pela sua resenha, a estória parece ser interessante mesmo saindo do estilo inicial do autor.

    1. Mr. Mercedes é e não é investigativo. É porque um dos personagens principais é um detetive que quer encontrar o criminoso. Mas não é porque o leitor sabe quem é o criminoso desde o início, então, a história mesmo gira em torno das motivações de cada um. Se decidir ler, espero que goste!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s