12 livros sobre mãe e/ou maternidade

img_5056

Oba, mais uma lista para a nossa coleção! Desta vez, aproveitando o Dia das Mães para uma seleção de histórias que tem as mães e/ou a maternidade como foco! Já aviso que, entre os 12 livros escolhidos, tem muita história triste e até creepy, mas juro que todas valem a pena! Vamos lá?

A Lista de Brett, Lori Nelson Spielman
Antes de morrer, vítima de câncer, a mãe de Brett elabora uma lista repleta de desejos que a filha terá que realizar antes de ter acesso à herança. A cada item alcançado, Brett também terá direito a ler uma carta deixada pela mãe. No melhor estilo chick lit, a obra de Lori Nelson Spielman diverte, emociona e, como esperado, explora bastante a relação mãe e filha, além de sentimentos complicados do luto, como a raiva e a dificuldade de aceitar a situação.

A Menina da Neve, Eowyn Ivey
Após esculpirem uma boneca de neve, Jack e Mabel, que nunca conseguiram ser pais, passam a ver uma criança misteriosa vagando pela floresta. Essa sinopse foi o suficiente para me fazer querer ler A Menina da Neve e imaginar que o livro era um suspense, quando, na verdade, é muito mais uma espécie de fábula. De qualquer forma, a obra de Eowyn Ivey retrata muito bem o desejo implacável de ser mãe e mostra que, muitas vezes, maternidade não tem a ver com gerar um ser no próprio ventre.

IMG_7223

A Sorte do Agora, Matthew Quick
A Sorte do Agora é uma visão extremista do que é perder alguém, até mesmo a mãe, já que Bartholomew Neil, o protagonista, não é uma pessoa como todas as outras. No entanto, a história de Matthew Quick é muito mais sobre manter as lembranças de uma pessoa sempre viva e, por consequência, mantê-la viva também!

Até você ser minha, Samantha Hayes
Longe de ser uma história fofa sobre maternidade, Até você ser minha fala sobre o desejo feroz de se tornar mãe em um thriller policial e psicológico arrebatador! Para quem gosta de suspense e de terminar a leitura desmaiado, é uma ótima pedida.

cade-voce-bernadette

Cade você, Bernadette?, Maria Semple
Eu sempre quis ler Cadê você, Bernadette? por conta da capa e, quando o fiz, me deparei com uma história profunda sobre tudo o que a relação entre mãe e filha pode envolver – desde lealdade incondicional até a potencial frustração que a acompanha. A trama é envolvente e conta com um tom de mistério, o que deixa a leitura ainda mais interessante.

Claros sinais de loucura, Karen Harrington
Claros sinais de loucura é uma leitura densa e completamente heartbreaking, que ressalta a influência que a figura da mãe exerce sobre a vida dos filhos.

livro-com-amor-anthony-lisa-genova

Com amor, Anthony, Lisa Genova
Com amor, Anthony tem o Autismo como tema central, mas, assim como as outras obras de Lisa Genova, retrata muito bem a maternidade, especialmente em caso de doenças. Extremamente sensível, a trama também aborda o luto, a perda e as formas que cada um encontra de superá-los.

Eu te darei o SolJandy Nelson
As contradições da relação entre irmãos é o foco de Eu te darei o Sol, mas tudo gira em torno, mais uma vez, de como a perda da mãe transforma a vida dos filhos, ainda mais durante a adolescência. E o que eu mais gosto neste livro é a forma honesta e realista com que Jandy Nelson trata o luto.

Processed with Rookie

Não sei como ela consegueAlisson Pearson
Não sei como ela consegue é o livro perfeito para as mães que tentam conciliar a os filhos, a vida a dois e uma carreira bem-sucedida e são consumidas pela sensação de nunca conseguir fazer nada com perfeição. Não sou mãe, mas, como mulher, me senti redimida pelo livro de Allison Pearson e a forma como ela conforta as mães modernas.

Precisamos falar sobre o Kevin, Lionel Shriver
Precisamos falar sobre o Kevin pode parecer “apenas” uma história sobre o adolescente responsável por um massacre na escola. No entanto, como sempre, Lionel Shriver mergulha nas profundezas humanas e não apenas retrata como é ser mãe de um criminoso, mas também explora até que ponto esta mulher é responsável pela atrocidade cometida pelo filho.

img_2066

Por favor, cuide da mamãeKyung-Sook Shin
Um retrato triste do quanto a mãe é muitas vezes negligenciada, Por favor, cuide da mamãe nos faz lembrar que, antes de ser responsável pela vida de outro ser humano, a mãe é uma pessoa como outra qualquer, com medos, desejos, sonhos e necessidades.

Uma Prova de Amor, Emily Giffin
Uma Prova de Amor conta a história de Claudia, uma mulher bem-sucedida que não tem o desejo de ser mãe e lida muito bem com isso, até que o marido, Ben, decide que quer ser pai. Sempre realista e extremamente sensível às questões femininas, Emily Giffin explora ao máximo a pressão (da sociedade, do parceiro e própria) que as mulheres enfrentam em relação à maternidade.

Já leram algum dos livros da lista? Gostaram? Deixem suas sugestões também :)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s