Resenha de A Sereia – Kiera Cass

img_2422

Kahlen foi salva pela própria Água do naufrágio que matou toda a sua família. Para retribuir, ela é transformada em sereia e, durante 100 anos, terá que cantar para atrair pessoas ao mar e assim alimentar a Água. Após décadas de serviço, Kahlen ainda não se acostumou à crueldade de suas obrigações, mas é a sereia mais obediente e dedicada que a Água tem. No entanto, quando conhece Akinli, todos os anos de servidão são colocados em risco. Isso porque, mesmo não podendo usar sua voz mortal, Kahlen sente uma conexão profunda com Akinli e que pode levá-los ao céu e ao inferno.

>> Encontre o melhor preço de A Sereia

Apesar de amar A Mediadora, histórias de amor sobrenaturais e impossíveis não são meu estilo. E como também não tenho um apego especial à figura das sereias, dificilmente leria este livro de Kiera Cass, que na verdade foi escrito antes de A Seleção. Mas, como gosto bastante da série que tem America Singer como protagonista, resolvi dar uma chance a A Sereia e confesso que não fui surpreendida nem desapontada.

Como sempre, a escrita de Kiera é fluida, o que faz a leitura ser fácil e rápida. A forma como a autora começou a história é intrigante e faz o livro “pegar no tranco” com facilidade. No entanto, se America me irrita por ser ligeiramente arrogante e cheia de vontades, Kahlen não me cativou justamente por ser boazinha e romântica demais. No entanto, talvez eu deva dizer que a culpa por eu não ter me apaixonado por A Sereia tenha sido de Akinli, que é fofo, mas não é surpreendente. Digo isso porque, dada a minha irritação em relação à America, o que realmente me interessa em A Seleção é Maxon.

Confesso que já esperava que A Sereia fosse previsível. E eu não tenho problemas com histórias com finais “adivinháveis”, desde que elas me surpreendam no desenrolar. E não foi o que aconteceu durante esta leitura. Achei o romance entre Kahlen e Akinli intenso e exagerado demais e, por isso, não consegui me conectar à trama de forma alguma. Talvez eu tenha achado, ainda que inconscientemente, que A Sereia seguiria, de alguma forma, o padrão de A Seleção, o que definitivamente não aconteceu. Mas isso não muda o fato de que a obra de estreia de Kiera Cass vale a leitura se você estiver a fim de algo fácil, fluido e bonitinho.

Título original: The Siren
Editora: Seguinte
Autor: Kiera Cass
Ano: 
2009
Páginas: 
323
Tempo de leitura:
 3 dias
Avaliação:
3 estrelas

Veja mais livros de Kiera Cass

logo seguinte

Anúncios

4 thoughts on “Resenha de A Sereia – Kiera Cass

  1. Nossa que foto linda do livro amei!!
    Confesso que o que me encantou nesse livro foi a capa e o fato também de amar muito A seleção e a escrita de Kiera. Estou bem ansiosa para começar a leitura porém já sei que não devo criar muitas expectativas em relação a esse romance haha.

    Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s