O que faz você querer ler um livro?

IMG_9957

Wishlist. Tá aí uma coisa que parece que só cresce e nunca diminui. Mas, se formos falar a verdade, com taaaaaantos livros disponíveis no mundo, até que a nossa lista de desejos, por maior que seja, é modesta, não é? E entre tantas histórias, como será que escolhemos as que são dignas da nossa seleção de leituras da vida? Esse é o assunto do post de hoje :D

Autor
Quando leio um livro de um autor novo para mim e adoro, já quero acrescentar TODAS as obras dele à wishlist. Se você gostou do estilo de um escritor à primeira lida, as chances de curtir os outros livros dele são grandes. Mas, claro, pode acontecer de ter dado sorte com o primeiro livro que você leu do autor em questão e depois descobrir que ele não tem tanto assim a ver com você.

Experiências boas: John Green, David Nicholls, Meg Cabot, Rainbow Rowell, Matthew Quick, Liane Moriarty, etc.
Experiências ruins: Susane Colasanti, Siobhan Vivian, Gayle Forman, etc.

Capa ou título
A capa e o título de um livro são pensados para vender o produto, contando um pouquinho(zinho) da história e/ou fazendo com que ele se destaque nas vitrines. Eu confesso que já caí na armadilha do título chamativo e da capa bonita várias vezes e tive experiências boas e ruins. Hoje em dia, evito me deixar seduzir (só) pela capa/título e me esforço para ler a sinopse, mas, de vez em quando, também é gostoso ser surpreendida por um livro do qual a gente não sabe exatamente o que esperar.

Experiências boas: A SeleçãoMentirosos, A Última Carta de Amor, Anna e o Beijo Francês, Cartas de amor aos mortos, etc.
Experiências ruins: Onde deixarei meu coração (abandonei a leitura), Eleanor & Park, etc.

Gênero
Escolher as leituras por gênero é outra maneira super eficaz de encontrar obras com grandes chances de agradar o seu gosto, principalmente se você não for muito eclético. Usar esse critério na hora de adicionar títulos à wishlist é também uma boa forma de experimentar novos autores que ainda não sejam muito famosos.

Experiências boas: Jogos Vorazes, Divergente, O Vilarejo, etc.
Experiências ruins: Vinte Garotos no Verão, Quantic Love, etc.

Opiniões positivas
Como boa bookaholic, converso muito sobre livros e sigo muitas pessoas que compartilham desta paixão nas redes sociais. Então é fácil saber quais títulos estão bombando e recebendo muitos elogios ou críticas. No caso de muitos comentários positivos, é difícil não ficar pelo menos um pouco curiosa para ler o livro em questão. Claro que as pessoas têm gostos e opiniões diferentes, mas, quando uma obra é muito elogiada, geralmente, existe uma boa justificativa!

Experiências boas: Toda luz que não podemos verA Menina que Roubava LivrosClube da Lutaetc.
Experiências ruins: A Febre, Amy & Matthew, O Começo de Tudo, etc.

Preço
Hoje em dia é fácil comprar livros por preços ótimos, graças à internet. Mas, de vez em quando, tem algumas promoções simplesmente imperdíveis, o que de duas, uma: pode ser muito bom e incentivar você a comprar aquele livro que estava empacado na wishlist; ou muito ruim e fazer você comprar algo que, na verdade, não queria.

Experiências boas: Esposa 22 (paguei R$ 4, 90!)
Experiências ruins: Como falar com um viúvo (não é que foi ruim, eu simplesmente mandei embora sem ler, porque perdi o ânimo no meio do caminho)

Recomendação
As críticas sobre livros são “distribuídas” mundo afora, sem focar exatamente em um público alvo. Já a recomendação é uma espécie de versão personalizada e, quando a gente indica um livro, é sempre pensando no que aquela pessoa gosta e não gosta, já leu e curtiu ou não. É uma das minhas formas preferidas de acrescentar opções à wishlist, isso porque quem me indica leituras conhece minhas preferências e costuma acertar :)

Experiências boas: Bela Maldade, Métrica, It: A Coisa, Ser Feliz, etc.
Experiências ruins: Estilhaça-mePerdida, etc.

Sinopse
Eu já disse muitas vezes aqui no blog que tenho o péssimo hábito de não ler sinopses. Mas, de vez em quando, eu me rendo e aí é inevitável não se interessar pelo menos um pouco por algum livro. É claro que, mesmo sendo uma espécie de resumo da obra, a sinopse muitas vezes não é exatamente fiel à história e pode criar expectativas que não serão cumpridas. Mas faz parte, né?

Experiências boas: MiniaturistaA Verdade Sobre o Caso Harry QuebertAntes que eu vá, etc.
Experiências ruins: 826 notas de amor para EmmaInnocents, etc.

Agora quero saber: o que faz vocês quererem um livro?

 

Anúncios

8 thoughts on “O que faz você querer ler um livro?

  1. Olha, Ná, acho que td isso que vc mencionou… Ultimamente vou muito pelas críticas e recomendações. Parei de comprar livro pela capa e título sem ler sinopse, e passo longe de promoções. Tbm não vou muito por autor… Eu procuro livros de autores que eu já curti, mas não necessariamente sinto vontade de ler algo mais.
    Vc me quebrou aí, hein?! Já estava me achando com duas recomendações minhas nas experiências boas e aí as duas experiências ruins tbm foram minhas. =(

    Beijos!

    1. É, eu também parei um pouco de comprar livros pela capa ou título, mas às vezes a gente cai em tentação, né? Promoções eu sempre dou uma olhada, porque pode ter coisas que valem a pena – como os livros da tia Agatha, hehehe! A minha forma preferida de procurar novas leituras é de autores novos pra mim ou autores parecidos com os que eu já gosto. Quase sempre funciona!
      E não fique triste! Você é a pessoa que mais me recomendou livros na vida, por isso a ‘culpa’ acaba sendo sua hahaha Mas, dentre as leituras que você me recomendou, posso dizer que amei 90% ou mais!
      Beijos

    1. <3
      Então, eu li Métrica em 2013 e, desde então, meu perfil de leitora mudou demais. Hoje já não curto mais as obras da Colleen, muito melosas pro meu gosto. Mas, na época, foi uma história que mexeu comigo por diversos motivos e, por isso, tenho um carinho especial e considero uma leitura feliz :D Mas jamais releria, hahaha!

  2. Para mim é basicamente o gênero, o autor e indicação dazamiga hahaha. E às vezes vai pelo autor de outra forma, tipo, eu tenho os meus autores queridinhos, e sempre que encontro um contemporâneo da época deles, acabo me interessando por eles também. Seria uma outra rede para encontrar histórias que talvez não sejam parecidas, mas que podem ter características que eu curta (como Victor Hugo/Dumas, Jane Austen/irmãs Brontë, Jennifer Egan/Lionel Shriver, Collins/Roth hahaha etc.etc.!).

    Sinopse é algo que eu SEMPRE leio, justamente pra evitar surpresas desagradáveis =( Fico feliz que tá aprendendo hahaha *mãe*!

    Beeeeijo!

    1. Sim, e pra isso eu adoro o Goodreads. Sempre me indica boas leituras de acordo com autores e livros que eu li <3
      E pode deixar que estou aprendendo a ler mais sinopses ou pelo menos ler mais opiniões sobre os livros antes de comprar… hahaha!
      Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s