Resenha de Caixa de Pássaros – Josh Malerman

IMG_7158

Malorie levava uma vida tranquila quando um estranho fenômeno matou grande parte da população mundial. Tudo começou com misteriosos casos na Rússia, em que pessoas enlouqueciam sem razão aparente e, fora de controle, cometiam assassinatos para, em seguida, se suicidar. Acreditava-se que criaturas assustadoras, cujas dimensões iam além da compreensão humana,  eram as responsáveis pelos surtos e, por isso, os sobreviventes passaram a manter os olhos vendados. Antes das ruas ficarem absolutamente desertas, Malorie correu para um abrigo com pessoas desconhecidas e, junto com seus dois filhos pequenos, foi uma das poucas sobreviventes da “pandemia”. Cinco anos depois do início do caos, ela decide deixar a casa isolada onde vive e ir para um abrigo bem estruturado e, com sorte, oferecer um futuro melhor para as crianças. No entanto, as criaturas estão mais livres do que nunca e, para chegar ao abrigo, Malorie precisará dos ouvidos bem treinados dos filhos, além de toda a coragem que for capaz de reunir.

>> Encontre o melhor preço de Caixa de Pássaros

Caixa de Pássaros é tensão e mistério do começo ao fim. Josh Malerman alterna passado e presente, narrando desde o início dos suicídios até a fuga de Malorie cinco anos depois, sempre mantendo o suspense em torno da verdade por trás do caos. Os personagens passam mais da metade da história com os olhos fechados ou vendados, mas, irônica e surpreendentemente, Caixa de Pássaros é um livro que aguça a imaginação, nos fazendo criar e recriar a realidade nesse cenário pós-apocalíptico.

Um dos grandes pontos positivos de Caixa de Pássaros é a tridimensionalidade de Malorie: a protagonista não se destaca por sua coragem e heroísmo, mas sim por ser extremamente humana e real e, consequentemente, dona de falhas, méritos, medos e dúvidas. Em muitos momentos, será automático julgar e até recriminar o comportamento de Malorie, especialmente em relação aos filhos. No entanto, se o leitor fizer o exercício de realmente se colocar no lugar da protagonista, entender e, em alguns momentos, até relevar será mais fácil.

Embora só tenha ouvido elogios sobre Caixa de Pássaros, algumas pessoas comentaram que não gostaram do final, enquanto outras defenderam que o livro tenha uma continuação. Então, durante a leitura, prestei bastante atenção nestes dois pontos. Sobre a sequência, sou veementemente contra, já que não acho interessante saber o que acontece após o final do livro. Já o desfecho, admito que é um pouco anti-clímax, já que nem todas as perguntas recebem respostas. No entanto, achei adequado e, apesar de deixar aquele gostinho de “queria saber mais“, nos faz entender que o medo, a coragem, a loucura e, principalmente, a verdade nunca são universais.

Título original: Bird Box
Editora: Intrínseca
Autor: Josh Malerman
Ano: 2014
Páginas: 272
Tempo de leitura: 3 dias
Avaliação: 4 estrelas

Veja mais livros de Josh Malerman

selo-2015

Anúncios

10 thoughts on “Resenha de Caixa de Pássaros – Josh Malerman

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s