Livro x Filme: It: A Coisa | It: Uma Obra Prima do Medo

it-1

As adaptações de livros complexos sempre me dão aquele medo de que o resultado final seja uma porcaria. Agora, imagina quando a obra, além de complexa, tem mais de mil páginas? Pois é, esse é o caso de It: A Coisa, de Stephen King. E acredito que foi exatamente por este motivo que, em vez de adaptar o livro para o cinema, decidiram produzir uma minissérie para a televisão, com nove episódios (que posteriormente foi convertida em um filme dividido em duas partes). No entanto, lamento dizer que, mesmo com 192 minutos de duração no total, a adaptação, que recebeu o nome de It: Uma Obra Prima do Medo no Brasil, deixou a desejar.

it-2

No livro, Stephen King alterna passado e presente e quando os protagonistas se reencontram nos dias atuais, é como se os dois momentos se fundissem e a história se repetisse. No entanto, isso não acontece na adaptação e o passado acaba muito antes do presente, o que, na minha opinião, é um pouco anticlímax. Outro problema da minissérie, e que é totalmente compreensível, são os efeitos especiais, que são bem primários. Entendo que a tecnologia disponível em 1990 não permitia nada muito melhor do que aquilo, mas, com todos os recursos que conhecemos hoje, fica difícil não achar um pouco de graça.

Apesar de ter 192 minutos de duração, It: Uma Obra Prima do Medo não consegue abarcar nem metade da complexidade do livro. Como acontece em muitas adaptações, o roteiro acabou resumido, o que resultou em uma história um pouco simplificada demais. Em It: A Coisa, Stephen King traça o perfil psicológico dos sete protagonistas, assim como seus traumas e dificuldades. E toda essa riqueza de detalhes, que inclusive abre portas para uma trama minuciosa e cheia de reviravoltas, simplesmente ficou de fora da adaptação, tornando-a um pouco rasa e deixando pontas soltas.

it-3

Apesar de todas as críticas, It: Uma Obra Prima do Medo não chega a ser uma adaptação ruim. Muitas mudanças são compreensíveis e até bem-vindas, mas outras, como na noite do reencontro e as personalidades de Henry Bowers e Tom Rogan, são quase inaceitáveis. O grande ponto positivo da minissérie, porém, é o mesmo do livro: o palhaço Pennywise. Apesar da caracterização, em especial a maquiagem, não ser perfeita, a aura macabra e doentia do personagem foi perfeitamente incorporada por Tim Curry. Se um remake de It: Uma Obra Prima do Medo for realmente feito,torço para que o novo Pennywise siga o mesmo caminho.

Título original: It
Diretor: Tommy Lee Wallace
Ano: 1990
Minutos: 192
Elenco: Harry Anderson, Dennis Christopher, Annette O’Toole, Tim Reid, Brandon Craine, Jon Ritter, Richard Thomas e Tim Curry
Avaliação: 3 estrelas

**Desde 2009, rolam boatos de que It: A Coisa ganhará uma nova adaptação. Em 2014, foi anunciado que o novo filme será dividido em duas partes – passado e presente. Neste ano, Andy Muschietti, diretor de Mama, foi anunciado como o novo diretor da adaptação, no lugar de Cary Fukunaga.

Anúncios

8 thoughts on “Livro x Filme: It: A Coisa | It: Uma Obra Prima do Medo

  1. É realmente difícil uma obra adaptada de um livro tão grande ficar maravilhosa, mas confesso pra ti que não consigo imaginar o Pennywise diferente do que foi retratado no filme! Não sei como eu o imaginaria se não tivesse o filme, mas ficou muito marcante né?
    Gostei muito do post!
    Bj

    1. É, o Pennywise também me conquistou. Se não tanto pelo look, pela atuação e personificação de toda o sarcasmo do personagem. Parece que vão fazer um remake dividido em duas partes, que deve ser dirigido pelo Muschietti, diretor de Mama. Vamos ver…

  2. Verdade é difícil fazerem uma obra prima digna nos cinemas de um livro teria que fazer no mínimo uns 3 filmes, mais com a tecnologia e efeitos de hoje dá pra fazer um bom filme em duas partes mais que fique a dica tem que ser para um publico maior que 18 pois as mortes tem que ser apresentadas no filme e a caracterização do Pennywise tem que colocar medo nas vitimas com sua aparência bizarra e seu jeito sarcástico.

    1. Estou animada e receosa da nova adaptação. Animada porque será dirigida por Andy Muschietti, de Mama, mas receosa porque serão dois filmes divididos em passado e presente. Acho que a história teria que ser mesclada, como no livro. Aguardemos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s