Livro x Filme: A Resposta | Histórias Cruzadas

Histórias-Cruzadas

Eu não costumo ter muita vontade de assistir a filmes que concorreram ao Oscar e não foi diferente com Histórias Cruzadas*. Mas a verdade é que a adaptação cinematográfica de A Resposta**, de Kathryn Stockett, me surpreendeu e se tornou um dos meus preferidos logo de cara. Em partes, por conta do elenco – adoro a Emma Stone e a Jessica Chastain, e Viola Davis e Octavia Spencer estão simplesmente incríveis -, mas principalmente por abordar um assunto tão atemporal e delicado como a segregação racial de uma forma que mescla humor, leveza, responsabilidade e honestidade.

Eis que, um belo dia, estava eu na livraria, quando avistei um livro chamado A Resposta, mas com a capa idêntica à do DVD de Histórias Cruzadas. Foi assim que descobri que o filme que eu tanto gosto é uma adaptação e, então, surgiu a inevitável dúvida: devo ler o livro e, de repente, descobrir que o longa é uma porcaria em comparação? Foram anos – juro! – de “ler ou não ler, eis a questão?”, até que consegui A Resposta por troca no Skoob e, então, não havia mais dúvidas. E preciso dizer, antes de mais nada, que foi a melhor coisa que eu fiz, porque descobri que Histórias Cruzadas não é apenas um bom filme, mas também uma adaptação fiel como poucas são.

Ok, chega de blá blá blá e vamos ao que interessa. Para começar, a caracterização de todas as atrizes está perfeita, principalmente as de Octavia Spencer, que interpreta Minny, e Jessica Chastain, que dá vida a Celia Foote. Bryce Dallas Howard também fez um ótimo trabalho como Hilly Holbrook e a do filme é tão (ou mais) irritante quanto a do livro. Algumas quotes e diálogos de A Resposta foram usados na íntegra e quem é preciosista como eu sabe como esse é um detalhe que conta bastante a favor da adaptação.

O roteiro de Histórias Cruzadas é um pouco desconstruído e sofreu algumas edições em relação à narrativa de A Resposta, mas nada que comprometa a adaptação. Pelo contrário, até acho que foram alterações pertinentes. Por exemplo: Aibileen e Minny são um pouco mais abertas às investidas de Skeeter no filme, o que é compreensível por uma questão de duração – e olha que o longa já é bem comprido; a relação de Minny com o marido, Leroy, fica em segundo plano e a questão da violência doméstica é abordada superficialmente, o que também é ok, porque o foco da trama não é esse – além disso, uma cena mais pesada foi feita e cortada porque, segundo o diretor, Tate Taylor, deixava o clima mais pesado do que o desejado.

A relação de Skeeter com Stuart também foi resumida e não fez falta alguma porque já não é muito cativante no livro. Já a história de Celia talvez pudesse ser um pouco mais explorada, assim como o relacionamento dúbio de Skeeter com a mãe. A única coisa que realmente me fez falta na adaptação foi a história completa de Constantine, a empregada negra de Skeeter. Na obra original, ela é, de certa forma, o gatilho para que todo o resto aconteça e o mistério que cerca a verdade sobre o destino dela manipula e prende o leitor. Já no longa, a história de Constantine não apenas é resumida, como também é alterada – e de forma desnecessária, na mina opinião.

Quando vi a quantidade de páginas de A Resposta (567), fiquei com medo de que Histórias Cruzadas, apesar de ser um filme relativamente longo, tivesse resumido demais o livro – já fazia algum tempo que eu o havia assistido pela última vez. No entanto, assim que terminei de ver a adaptação após a leitura, fiquei aliviada em constatar que Tate Taylor foi muito competente em levar a obra de Kathryn Stockett ao cinema, se mantendo fiel não apenas à história, mas principalmente ao sopro de esperança que as histórias de Aibileen, Skeeter e Minny inspiram, cada uma à sua maneira e apesar de tudo.

Título original: The Help
Diretor: Tate Taylor
Ano: 2011
Minutos: 146
Elenco: Emma Stone, Jessica Chastain, Viola Davis e Octavia Spencer
Avaliação: 5 estrelas

*Como eu disse, sou preciosista e adoooooro criticar adaptações de livros e mudanças que, para mim, soam desnecessárias – e alterar o título da obra original seria um prato cheio. No entanto, no caso de A Resposta, acho que adotar o título Histórias Cruzadas foi super adequado e uma grande sacada.

**Histórias  Cruzadas concorreu ao Oscar de Melhor Filme, Melhor Atriz, com Viola Davis, e Melhor Atriz Coadjuvante, com Jessica Chastain e Octavia Spencer, a vencedora do prêmio.

Anúncios

13 pensamentos sobre “Livro x Filme: A Resposta | Histórias Cruzadas

  1. Olha eu sou muita chata com adaptação também, e como eu engatei o livro no filme, em alguns momentos eu falava: não é assim!! Mas tudo bem, até porque a adaptação é muito boa, passa aquilo que deveria passar e pronto!
    Melhor parte da adaptação foi quando a mãe da Hilly grita: “Run Minny, run!” hauahuahau
    E claro que chorei com a Mae Mobley no final e com os trechos da Constantine (que a filha era branca e que mudaram isso no filme, mas ok).
    Mas eu ainda fico com o livro, e aceito o filme, =D

  2. Procurando algumas comparações sobre esse mesmo filme, me sinto aliviada que o filme tenha sido compátivel. Eu assisti ao filme, e confesso ele ser um dos meus preferidos, tanto pela a hisória em si contada, pelos os personagens que na sua maioria me cativaram e arrancaram sorrisos em muitos momentos… E o que dizer daquela música ao final? Realmente é linda! Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, aqui na minha cidade já rodei em tudo, mas não encontrei. Pretendo pedir pela internet. E ao contrário do que costumo fazer, que é ler o livro primeiro e depois assistir ao filme (o que geralmente me deixa desapontada), esse terei que ler o livro após, e só me senti atraída para ler, justamente pelo filme, que foi de uma maestria sem tamanha. Bjs :)

    1. Eu li o livro depois e foi uma ótima experiência <3 É claro que, no filme, muitas coisas são deixadas de lado. Mas essa edição foi muito bem feita! Se decidir ler a obra original, espero que goste!

      1. Quando eu conseguir ler eu venho a que lhe dizer as minhas considerações <3

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s