Resenha de O Lado Feio do Amor – Colleen Hoover

IMG_4903

Tate Collins só quer estudar e trabalhar, mas, quando se muda para o apartamento do irmão, Corbin, em São Francisco, suas prioridades podem ser colocadas à prova pelo misterioso Miles Archer. Os dois não se entendem de imediato, mas, como o tempo, fica difícil fugir da química que há entre eles. A atração é inegável e impossível de driblar, no entanto, Miles não quer se envolver e Tate não tem tempo para o amor. Então, os dois estabelecem uma relação baseada no sexo casual, com apenas duas regras ditadas por ele: não perguntar sobre o passado e não esperar por um futuro. Tate acredita que pode cumprir as exigências de Miles, mas até que ponto ela conseguirá se enganar?

>> Encontre o melhor preço de O Lado Feio do Amor

Assim que comecei a ler O Lado Feio do Amor, a primeira coisa que notei – e que me agradou – foi o fato de que Tate e Miles são jovens adultos e não adolescentes, como os protagonistas de Métrica e Um Caso Perdido. Nada contra os personagens mais novos, muito pelo contrário, mas é mais fácil me identificar com a personalidade e os questionamentos dos que já estão nas casas dos 20 e poucos. Assim como todas as personagens femininas de Colleen Hoover, Tate é divertida e descolada, mas também sensível e passional. Já Miles faz o estilo imprevisível, misterioso e intenso em todas as suas qualidades e defeitos, o que me lembrou bastante o Holder, de Um Caso Perdido.

Without the beautiful, you’ll never risk feeling this. You’ll never risk feeling the ugly.

Em O Lado Feio do Amor, a autora mescla os pontos de vista de Tate, no presente, e Miles, que, primeiro e aos poucos, revela seu conturbado passado e, depois, se junta à ela no momento atual da história. Como sempre, o recurso garante dinamismo à narrativa, além de revelar detalhes sob a perspectiva dos dois personagens. Outro recurso usado por Colleen foi a apropriação da estética da poesia para fazer uma analogia ao momento em que o amor entra na vida de Miles. A ideia me agradou bastante por ser diferente e por enriquecer a leitura.

And I realized… just now… that God gives us the ugliness so we don’t take the beautiful things in life for granted.

Se em Métrica Um Caso Perdido, a autora criou tramas trágicas e mirabolantes, em O Lado Feio do Amor, a situação é um pouco diferente: embora também conte com uma carga emocional pesada e um passado trágico, a história de Tate e Miles é muito mais fácil de causar identificação, já que aborda vários aspectos do sexo casual, uma prática muito comum hoje em dia, e, principalmente, a forma como as mulheres lidam com a situação. E o resultado da intensidade de Colleen Hoover combinada à temática é uma obra extremamente sexy, mas que nunca perde a delicadeza.

But when you like to kiss someone because of who she is, the difference isn’t found in the pleasure. The difference is found in the pain you feel when you’re not kissing her.

Com as doses certas de sensualidade, intensidade, brutalidade e honestidade, Colleen Hoover me conquistou ainda mais com O Lado Feio do Amor, que se tornou meu livro favorito da autora, posto antes ocupado por Um Caso Perdido. Com a história de Tate e Miles, Colleen mostra que, por mais belo que seja, o amor também tem seu lado feio – e que, por acaso, é o que o torna ainda mais real e faz toda a beleza valer ainda mais a pena.

Título original: Ugly Love
Editora: Galera Record
Autores: Colleen Hoover
Ano: 2014
Páginas: 337
Tempo de leitura: 2 dias
Avaliação: 5 estrelas

Veja mais livros de Colleen Hoover

Anúncios

11 thoughts on “Resenha de O Lado Feio do Amor – Colleen Hoover

  1. Ugly Love foi o primeiro livro da Colleen que eu li e eu achei simplesmente perfeito, desde então comecei a ler todos os livros dela e acho todos sensacionais ao seus modos.. amei sua resenha.. ; )

  2. Li agora Na! Antes tarde do que nunca!
    Gostei muito do estilo dela,mas teve um momento em que me cansei um pouco do vai e vem sabe. Mas fora isso, gostei muito!
    Ótima indicação! ;)

  3. Meu segundo livro favorito da autora(perdendo pra Maybe someday) gente esse livro acaba com meu psicológico e sim o amor pode ser muito feio, mas sempre vale a pena, e ele não nos deixa esquecer isso, perfeição é a palavra pra ele , amei a resenha Nádia

  4. Adorei esse livro. Leitura totalmente envolvente, quente e atraente. Gostei muito da sua resenha, acho que vc entendeu o que a Colleen quis passar com o livro. Em outras que vi, criticaram muito o Miles, dizendo que ele tratou a Tate como uma prostitura, porém, por mais cruel qur seja, ele tava cumprindo o que prometeu. E pra ser fiel ao título que ela deu ao livro era necessário mostrar realmente, “O lado feio do amor”.

    1. Obrigada, Ana Paula :)
      Eu li Ugly Love faz um tempo já, mas lembro que a história mexeu bastante comigo. Embora eu provavelmente não fosse me submeter à relação entre o Miles e a Tate, não julguei e muito menos achei que ele a tratou como prostituta. Às vezes, as pessoas são muito moralistas, né?
      Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s