Livro x Filme: Jogos Vorazes – A Esperança – Parte 1

IMG_4317

Foi uma longa espera. Mas, enfim, chegou o dia da estreia de Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1. E eu confesso que a adaptação da primeira metade do livro não mexeu comigo como eu esperava, mas também ficou muito longe de ser uma decepção.

Se Jogos Vorazes Em Chamas não exigiram exatamente grandes atuações de Josh HutchersonA Esperança – Parte 1 foi diferente. No terceiro filme da saga, o ator que dá vida a Peeta Mellark foi colocado à prova e não fez feio. Pelo contrário: Peeta aparece poucas vezes em comparação aos filmes anteriores, mas todas as aparições são intensas e convincentes, além de fundamentais para a trama. A perda de peso e a maquiagem complementam a expressão de Josh e garantem uma grande interpretação. Para mim, ele protagoniza alguns dos melhores trechos do filme e, se continuar assim, tem tudo para ser o grande destaque de A Esperança – Parte 2.

IMG_4569

Se Josh dá um show de atuação, Liam Hemsworth também não fica atrás. Enquanto nos dois primeiros filmes, Gale é um coadjuvante importante, mas ainda coadjuvante, em A Esperança – Parte 1, ele assume completamente o papel de co-protagonista. E justiça seja feita: Liam consegue levar a importância que Gale tem no livro para o filme com perfeição. Jennifer Lawrence, como de costume, também não deixa a desejar e retrata muito bem a personalidade ora apática ora explosiva, mas sempre extremamente humana, de Katniss Everdeen. Para mim, uma das cenas mais delicadas e, ao mesmo tempo, brutais do longa é a que ela canta a música The Hanging Tree.

Sam Claflin é o Finnick Odair ideal e Elizabeth Banks, Woody Harrelson e Philip Seymour Hoffman também continuam perfeitos como Effie, Haymitch e Plutarch, respectivamente. O trio é o responsável pela dose certeira de humor e acidez do longa, que, bastante intenso e pesado, precisa destes respiros. Julianne Moore, por sua vez, dá vida a uma presidente Coin muito mais tolerante e humanizada, enquanto Donald Sutherland permanece perfeitamente cruel como o presidente Snow. A única baixa do elenco é Jena Malone, que pouco aparece como Johanna Mason, mas que deve ter bem mais espaço em A Esperança – Parte 2. 

IMG_4335

A Esperança – Parte 1 é fiel ao livro e alguns dos melhores diálogos criados por Suzanne Collins foram reproduzidos ao pé da letra no filme. E é por isso que eu não sei dizer exatamente o que faltou no longa, na minha opinião. Talvez seja o fato de que Jogos Vorazes Em Chamas têm muito mais prática do que teoria, enquanto A Esperança – Parte 1 é o contrário, o que pode ter sido um desafio na hora da adaptação. Também acho que, apesar de ter o mesmo clima sombrio e pesado do livro, o filme deixou a desejar em matéria de drama e emoção em algumas cenas, como a do resgate dos vitoriosos.

Desde a franquia Harry Potter, Hollywood está com a mania de dividir o último livro das sagas em dois filmes. Em alguns casos, acho que pode ajudar, mas, em outros, fica a dúvida. E A Esperança está no segundo grupo. Como o longa tem menos de 2h30, o que acho “pouco” para os padrões atuais, fico pensando se não teria sido melhor adaptar o livro inteiro de uma vez. Talvez ficasse muito atribulado, mas também poderia ter sido uma boa solução para mesclar mais prática com teoria. É difícil dizer. No entanto, mesmo com essa sensação de que alguma coisa faltou, fiquei bastante satisfeita com A Esperança – Parte 1. E a pergunta que não quer calar é: falta muito para chegar novembro de 2015?

Título original: The Hunger Games: Mockingjay – Part 1
Filmes anteriores: Jogos Vorazes e Jogos Vorazes: Em Chamas
Filme seguinte: The Hunger Games: Mockingjay – Part 2
Diretor: 
Francis Lawrence
Ano: 2014
Minutos: 123
Elenco: Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Philip Seymour Hoffman e Julianne Moore
Avaliação: 4 estrelas

Leia as resenhas de:
Jogos Vorazes
Em Chamas
A Esperança

Anúncios

20 pensamentos sobre “Livro x Filme: Jogos Vorazes – A Esperança – Parte 1

  1. Estou quebrando minha regra de comentar aqui pulando um monte de post. Mas esse é necessário e sou perdoada.
    Eu gostei, não amei, mas gostei. Acho q é exatamente por não ter tanta ação qnto aos outros filmes q causou tanta estranheza, acredito eu q realmente a parte 2 será melhor.
    E canta comigoo! “Are you, are you, coming to the tree…” JLaw arrazô na cantoria!
    Bjos

    1. Sim, é que, assim que saímos do cinema, é difícil processar. Queria ter chorado e esperneado, mas não rolou haha acho que no 2 vai rolar. E eu já não aguento mais cantar essa música, preciso decorar o resto pra não empacar nesse trecho apenas hahaha

      (e, sim, está perdoada, mas não pense que vou esquecer dos outros posts que te esperam)

  2. Oi Nádia!
    Muito boa a sua crítica ao filme! Gostei da forma como você detalhou os personagens, muito legal!
    Eu gostei muito, mas muito mesmo dessa adaptação! Achei que foi bem fiel ao livro e que continua seguindo a mesma linha dos outros filmes.
    Um ponto a destacar é a evolução de todos os atores em comparação aos outros filmes. É notável que eles realmente se melhoraram e conseguiram dar ainda mais vida aos nossos personagens tão amados!
    Mal posso esperar por Novembro de 2015! <3

    Beijos!
    http://www.meuqueridolivro.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s