O céu está em todo lugar – Jandy Nelson

IMG_3222 Lennie e Bailey Walker foram abandonadas pela mãe quando ainda eram pequenas e, por isso, foram criadas pela avó. Apesar do passado conturbado, Lennie se tornou uma jovem tranquila, que é apaixonada por livros e música, é uma clarinetista aplicada e tem a incrível Bailey como exemplo, inspiração e, por que não?, proteção. No entanto, quando é pega de surpresa pela morte repentina da irmã, Lennie é obrigada não apenas a lidar com o luto, mas também a tomar as rédeas da própria vida. Além de se redescobrir e encontrar uma forma de superar a perda da irmã, Lennie tem o desafio de (re)encaixar as pessoas em sua vida, como a avó, a melhor amiga, o ex-namorado de Bailey e o novo e apaixonante garoto da cidade, Joe.

ceu

O grande mérito de O céu está em todo lugar é tratar o luto da forma mais real e honesta possível. Ou seja, além da dor da perda, há também a culpa, o alívio, a confusão, a raiva, entre outros sentimentos que talvez sejam considerados inadequados por quem nunca passou por uma situação parecida. E é por meio desta ótica que Jandy Nelson mostra que, por mais impossível que pareça, a vida de quem fica precisa continuar e, na maioria das vezes, continua mesmo.

Como vou sobreviver a esta saudade? Como os outros fazem? As pessoas morrem o tempo todo. Todo dia. […] Há pessoas em todo lugar na fila do cinema, comprando cortinas, passeando com cachorros, enquanto, por dentro, com o coração despedaçado. Durante anos. A vida toda. Não acredito que o tempo cura. Não quero. Se curar, não significa que aceitei o mundo sem ela.

O céu está em todo lugar estava na minha wishlist há muito tempo e confesso que, apesar da enorme vontade de lê-lo, demorei para comprá-lo por causa do preço. Acabei aproveitando uma promoção, no entanto, a apresentação da obra de Jandy Nelson justifica o valor acima da média: além da capa incrível, o livro tem uma diagramação diferenciada e caprichada, com direito a fonte azul marinho e páginas “escritas” por Lennie.

Minha irmã vai morrer todos os dias, pelo resto da minha vida. A dor dura para sempre. Não desaparece nunca; torna-se parte de nós, a cada passo, a cada suspiro. Nunca vai parar de doer, Bailey, porque nunca vou deixar de gostar muito de você.

Com uma narrativa direta, divertida, sincera e sensível, O céu está em todo lugar não mostra apenas as resoluções dos problemas de Lennie, mas também a evolução da personagem, com todos os obstáculos, confusões e erros. Imprevisível e surpreendente, a obra de Jandy Nelson me lembrou o também ótimo Cartas de amor aos mortos, mas com muito mais senso de humor. Com personagens tridimensionais e generosos, O céu está em todo lugar celebra a vida e o amor e nos faz entender que quem a gente ama não se vai com a morte. Assim como o céu, permanece em todo lugar.

Título original: The Sky is Everywhere
Editora: Novo Conceito
Autor: Jandy Nelson
Ano: 2010
Páginas: 424
Tempo de leitura: 4 dias
Avaliação: 5 estrelas

Veja mais livros de Jandy Nelson

Anúncios

10 thoughts on “O céu está em todo lugar – Jandy Nelson

  1. Nossa, com essa resenha, me deu vontade de ler o livro, Porque até então já tinha lido a sinopse mas nunca dei bola.
    Confesso que não gosto de livros tristes, ou pelo menos de finais tristes. Mas acredito que o foco desse livro seja outro certo, a superação, o jeito que a personagem encara a situação…. Gostei.

    1. Que bom que ficou com vontade de ler, Gabi! O livro é triste porque seria impossível tratar de luto e ser feliz, hahaha. Mas passa uma mensagem de esperança muito forte e, por isso, vale muito pena! Espero que leia e goste!

  2. Ah esse livro <3
    Lembro q qndo li tinham momentos em q eu a xingava e outros a amava.
    Não lembro de mtos detalhes, mas tinham alguns rolos q eu ficava: NÃO! ELE NÃO! kkkkkk
    Diagramação perfeita, poucos livros q NC acerta.

  3. Esse livro é… Encantador. Parabéns pela bela e sensível resenha.

    “É um esforço tão colossal não me deixar assombrar pelo que perdi, e, sim, permitir-me encantar pelo que foi.”

    “Olho em seus olhos sem tristeza e uma porta em meu coração se escancara. E, quando nos beijamos, vejo que do outro lado da porta está o céu.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s