Resenha de Inferno (Abandono #2) – Meg Cabot

ATENÇÃO! CONTÉM SPOILER DE ABANDONO!

IMG_3089.JPG

Depois de ser atacada por mais uma Fúria, Pierce Oliviera ficou presa no universo dos mortos, o Mundo Inferior, o que não é exatamente ruim, pois ela está com o misterioso (porém, totalmente amável) John. Ele insiste que o Mundo Inferior é o único local onde ela está em segurança, no entanto, Pierce sabe que as Fúrias podem até deixá-la em paz por ora, mas não deixarão aqueles que ama escaparem ilesos.

Assim como em Abandono, Meg Cabot exagera na dose de mistério em Inferno, o que torna a leitura cansativa e pouco atrativa. Como eu já havia percebido no primeiro volume da trilogia, Pierce não é uma protagonista carismática, pelo contrário, é bem chatinha e irritante. John, por sua vez, não faz o tipo “bad boy, porém fofo” e simplesmente não dá para se apaixonar por ele.

No segundo livro da saga, Meg Cabot tenta manter os nervos à flor da pele, mas a verdade é que Abandono já não o faz e Inferno, que mais parece um replay do primeiro volume, também não consegue. Apesar de todas as críticas, a autora mostra que ainda sabe escrever finais intrigantes e, mais uma vez, mantém as portas abertas para o volume que fecha a saga de Pierce Oliviera, Awaken.

Título original: Underworld
Editora: Galera Record
Volume anterior: Abandono
Volume seguinte: Awaken (ainda sem título em português)
Autor: Meg Cabot
Publicação original: 2012

3 comments

  1. […] Mais uma vez, fiquei com a sensação de estar lendo um livro “repetido” da Meg, já que as semelhanças entre Abandono e outros personagens, tramas, conflitos e até diálogos da autora são evidentes. Por exemplo: Pierce e John, seu par romântico, não chegam aos pés de Susannah e Jesse, de A Mediadora, no entanto, o clima das duas obras é até parecido.  E isso não quer dizer que Abandono é ruim ou fraco, mas gostaria de ver coisas mais diferentes vindas da Meg. Mas, apesar da dificuldade em realmente me envolver com o livro, a história é interessante e o desfecho consegue aguçar a curiosidade e deixar as portas totalmente abertas para o segundo volume da trilogia, Inferno. […]

  2. […] 1. Primeiro livro da sua coleção vs. Último livro comprado O primeiro livro da minha coleção foi O Diário da Princesa, que comprei em 2005. Claro que já havia comprado e lido outros livros antes, mas nunca por livre e espontânea vontade – pelo menos que eu me lembre. O último livro que comprei acabou de chegar e, na verdade, são três: Contos da Seleção, A Lista de Brett e Inferno. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s