Para onde ela foi (Se eu ficar #2) – Gayle Forman

ATENÇÃO, CONTÉM SPOILER DE  IF I STAY (SE EU FICAR)!

where-she-went

Três anos após o acidente que matou quase toda a família Hall, Mia e Adam estão, mais do que nunca, em lados opostos: ela mora em Nova York, onde frequenta a universidade de Juilliard, e é uma estrela da música clássica em ascensão; ele mora em Los Angeles, com Bryn, sua namorada-celebridade, e é um dos rockstars mais requisitados do momento, graças ao sucesso da Shooting Star. Os dois não se falam desde o final conturbado do relacionamento, mas, quando ambos estão a trabalho em Nova York, o destino (ou algo do tipo) faz questão de reuni-los para uma noite de nostalgia, palavras não ditas e despedida.

>> Encontre o melhor preço de Para onde ela foi

Se eu ficar era um dos livros que eu mais queria ler este ano, mas confesso que, quando terminei a leitura, fiquei um pouco decepcionada. O desfecho não foi exatamente o que eu esperava e isso me desanimou para ler a sequência, Para onde ela foi, que é narrada por Adam em vez de Mia. No entanto, fui totalmente pega de surpresa e eu simplesmente adoro quando isso acontece. No segundo livro da série de Gayle Forman, Adam revela sua perspectiva sobre o que aconteceu logo depois do acidente de Mia, ponto em que termina Se eu ficar, os três anos que passaram separados e a noite em que se reencontram em Nova York.

Quitting is not hard. Deciding to quit is hard. Once you make that mental leap, the rest is easy.

Apesar de ser narrado por Adam, Para onde ela foi também revela muito sobre Mia e a confusão, totalmente plausível e justificável, embora extremamente cruel e um ligeiramente egoísta, pela qual ela passou – e ainda passa – após o acidente. Assim, da mesma forma que em Se eu ficar, Gayle Forman usa os “flashbacks” para reconstruir o passado de Adam e Mia e definir o futuro, se é que há, dos dois.  Em apenas um dia, Adam não apenas reencontra Mia fisicamente, como também revisita a relação com ela e sua família e os três anos de mágoas, lembranças e histórias mal resolvidas, que, na verdade, nunca saíram de sua cabeça e ainda afetam, e muito, sua vida aparentemente perfeita.

I needed someone to hate, and you’re the one I love the most, so it fell on you.

Apesar de focar no romance, o segundo livro da série também fala sobre aspirações, realizações e frustrações. Sobre como a realização de um sonho nem sempre – ou quase nunca – é sinônimo de felicidade e paz de espírito. Com Para onde ela foi, toda a decepção de Se eu ficar é compensada por um final coerente e realista, porém lindo e cheio de esperança de que as tragédias da vida não nos definem se não deixarmos.

Título original: Where She Went
Editora: Novo Conceito
Volume anterior: Se eu ficar
Autor: Gayle Forman
Ano: 2011
Páginas: 264
Tempo de leitura: 4 dias
Avaliação: 4 estrelas

Veja mais livros de Gayle Forman

Anúncios

9 pensamentos sobre “Para onde ela foi (Se eu ficar #2) – Gayle Forman

  1. Parece até que a Gayle resolveu fazer tudo o que ela não fez no primeiro livro…hahaha.
    Where She Went é infinitamente superior em tudo: a não-linearidade é menos previsível (em If I Stay, cada capítulo era basicamente um antes e um depois), o Adam é bem mais carismático e mais humano, e até mesmo a Mia parece mais verossímil. Também gostei muito!

  2. Odiei.
    kkkkkkkkkk
    sériio, esse seria o exemplo de livro que o final feliz esperado não deveria acontecer.
    A Mia foi super egoísta, e do naada o Adam entende e se reconciliam?! Totalmente desnecessário, acredito q ficaria mais coerente se não ficassem juntos. Odiei.
    Espero q tenha filme e seja melhor do q o livro.

  3. Sempre me indentifico com o Adam então não é surpresa ter amado Pra onde ela foi , eu li ele em um dia porque não consegui parar de ler, foi tão intenso que senti toda a dor do Adam, então entendo quem diz que um final infeliz caberia na história, mas eu amei esse porque como ele falou no primeiro livro, se ela precisa se ir embora ela iria e ele entenderia, e ela precisou eu acho (e realmente torço ) pra que ninguém agiu tenha passado pelo o que a Mia passou , perder a familia inteira assim, eu entendo porque ela teve que ir sem olhar pra traz , perdi uma das pessoas que mais amei no mundo meu primo, melhor amigo afogado a quatorze anos atrás quando tinha doze, e viver na casa que tinha tantas lembranças foi devastador , me Fechei em meu mundo sem permitir a entrada de ninguém por três anos mal falava até com minha mãe, eu entendo ela ter ido, poderia ter mandado uma carta qualquer coisa , mais eu entendo, e ele , Adam a ama acima de tudo, foi quem lutou pra ela ficar e com esse amor ele não poderia abrir mão, um dos meus livros favoritos, e torço pelo filme

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s