Garoto Encontra Garoto – David Levithan

garoto-encontra-garoto

Paul é gay, mas isso não é um problema, já que ele tem os pais mais legais e compreensivos do mundo e estuda em um colégio onde o homossexualismo não é alvo de bullying ou preconceito – e o fato de a estrela do time de futebol americano da escola, que costumava se chamar Daryl, mas agora é Infinite Darlene, ser também a rainha do baile é apenas uma das provas. No entanto, nem todos têm a mesma sorte. Tony, por exemplo, tem pais extremamente religiosos, que não aceitam a homossexualidade do filho. Já Kyle não sabe bem que é e tem medo do que irá descobrir quando souber. Por isso, Paul aproveita a sorte que tem para ajudar os amigos a trilhar o melhor caminho, mas a vontade de ajudar pode acabar custando caro.

garoto

A primeira coisa que pensei ao terminar Garoto Encontra Garoto foi: “quem dera o mundo fosse assim”.  E a triste conclusão a que cheguei logo depois foi que ter um quarterback que seja também a rainha do baile é uma grande utopia ainda hoje, 11 anos depois de David Levithan ter escrito este livro. No entanto, apesar de ter criado um pequeno universo livre de preconceito e intolerância, Levithan também manteve os pés no chão, ao inserir as problemáticas de Tony e Kyle – a falta de aceitação dos pais e própria, respectivamente – e questões mais simples e comuns, como os conflitos entre Paul e o namorado, Noah, e Paul e a melhor amiga, Joni.

Paul é o protagonista e sua generosidade e solidariedade garantem o carisma junto aos leitores. No entanto, a quarterback/rainha do baile Infinite Darlene rouba a cena em muitos momentos, com seu jeito espontâneo, corajoso e bruto e frágil ao mesmo tempo – prova disso é que, ao final do livro, uma short story narra seu primeiro encontro amoroso. E é por causa de Infinite que quem leu Will Grayson, Will Grayson (ou Will & Will), que Levithan assina em parceria com John Green, e gostou de Tiny Cooper já tem uma ótima razão para ler Garoto Encontra Garoto – e vice-versa.

Dizer que este livro aborda temas polêmicos de forma leve, natural e totalmente livre de preconceitos é até redundante, já que essa é a principal marca de provavelmente todos os livros de Levithan – Todo Dia não deixa mentir -, mas é também inevitável porque este é um mérito e tanto. Apesar de ter ganhado o título de Garoto Encontra Garoto, esta história é muito mais sobre amizade, companheirismo e lealdade do que o amor romântico. E, ao lê-la, você não espera exatamente a solução dos problemas dos personagens porque, quando se tem estes ingredientes como as essências da vida, o maior conforto não é a utopia de acabar com os conflitos e, sim, saber que sempre terá com quem contar.

Título original: Boy Meets Boy
Editora: Galera Record
Autor: David Levithan
Ano: 2003
Páginas: 185
Tempo de leitura: 2 dias
Avaliação: 5 estrelas

Veja mais livros de David Levithan

Anúncios

6 thoughts on “Garoto Encontra Garoto – David Levithan

  1. David Levithan <3
    Ainda prefiro Todo dia, mas esse é bom tb. E queria q esse mundo existisse de verdade, mas é apenas ficção. Como sempre tratando de temas "polêmicos" com leveza, isso é sensacional.
    Assim como trata do homossexualidade em Todo dia de maneira simples sem ser de modo avacalhado…
    Bjo

  2. Eu amei sua resenha, me fez realmente voltar atrás e relembrar os fatos que eu tinha lido. Adorei!
    A propósito, tenho uma história no Wattpad com essa temática também… acho a abordagem desse tema super pertinente! ^.^ Mais atual não há, então parabéns ^.~

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s