Resenha de Perdida – Carina Rissi

perdida

Sofia Alonzo mora em uma grande cidade, não tem tempo para muitas coisas além do trabalho e não vive sem tecnologia. Como perdeu os pais há alguns anos, está acostumada a se virar sozinha, é independente e não acredita muito em amor nem em contos de fadas. Em uma happy hour com a melhor amiga, Nina, Sofia bebe um pouco demais e acaba derrubando o celular na privada. No dia seguinte, ela compra um novo aparelho que, de forma misteriosa, a transporta para o ano de 1830. Sofia não faz ideia do que aconteceu, mas começa a buscar desesperadamente pela resposta que irá levá-la de volta a 2010. No entanto, pode ser que ela descubra muito mais do que pensa procurar.

>> Encontre o melhor preço de Perdida

A premissa de Perdida, primeiro romance de Carina Rissi, não é exatamente a mais original do mundo, mas viagens no tempo sempre chamam a minha atenção. A parte que mais gosto em histórias do tipo é aquele momento em que a personagem percebe que está no passado/futuro e tem dificuldades para se adaptar – e, logo, acaba criando várias confusões e constrangimentos. E, neste ponto, Carina não decepciona: com humor ácido e perspicaz, Sofia diverte demais o leitor. E, embora tenha optado por não citar a escravidão (a explicação está no final do livro), a autora conseguiu contextualizar muito bem a história, com a riqueza de detalhes sobre vestimentas e costumes da época.
Assim como Procura-se um marido, o segundo livro de Carina, Perdida é um chick lit clássico, com todos os ingredientes do gênero – uma protagonista atrapalhada e divertida, um príncipe encantado (desta vez, quase literalmente), várias confusões que poderiam ser facilmente evitadas, resoluções simples e, claro, muito romance. Embora a trama de Perdida seja menos trabalhada e, por isso, mais previsível do que a de Procura-se um marido, o livro de estreia de Carina me agradou mais, principalmente pelo fato de que Sofia é confusa, mas divertida, enquanto Alicia, a protagonista do segundo romance, é simplesmente insuportável.
Como falei na resenha de Procura-se um marido, já estou um pouco cansada dessa fórmula de conto de fadas moderno dos chick lits e, por isso, a minha avaliação de Perdida – e de todos os livros do gênero – fica um pouco prejudicada. No entanto, posso dizer que a obra de Carina Rissi cumpre muito bem a proposta do estilo, de entreter, divertir e relembrar que, sim, toda garota pode sonhar.
Título original: Perdida
Editora: Verus
Volume seguinte:
 Encontrada
Autor: Carina Rissi
Ano: 
2011
Páginas: 
361
Tempo de leitura:
 5 dias
Avaliação: 
3 estrelas
Anúncios

5 pensamentos sobre “Resenha de Perdida – Carina Rissi

  1. Oi, Ná!!!

    Vc sabe que eu amo esse livro e Sofia é uma das minhas personagens favoritas!! Eu tbm estou cansada dessa fórmula, mas Perdida me conquistou de uma tal maneira… Pode ser que na época eu não estava saturada tbm.
    Vc está muito exigente nas suas avaliações, eu acho!! rsrsrsrs

  2. Olar.tudo.bem.

    Carina Rissi <3
    Já cansei de falar minha opinião sobre ela e vc já cansou de me ouvir, eu acho! kkkkk
    Perdida foi o primeiro q eu li dela, eu segui a ordem dos lançamentos… Mas eu sou uma pessoa pé no chão e não me identifiquei com a história da viagem no tempo, por isso minha predileção por Procura-se um marido, q é mais real do q Perdida.
    Mas isso não tira o mérito do livro, mto pelo contrário, só faz a gente sonhar em encontrar um Sr. Darcy por aí ou um Ian…
    Chick lit clássico, com humor, romance, e td oq mais pede do gênero, e acho q 3 estrelas é mto pouco, pode aumentar isso ae… kkkkk

    Bjo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s