Resenha de Destino – Ally Condie

Cassia Reyes vive em uma sociedade do futuro, em que tudo é extremamente controlado: a alimentação, o lazer, o trabalho, a cultura, a morte e até mesmo os casais e, consequentemente, as famílias. No entanto, ela nunca teve motivos para duvidar da eficácia do sistema e seu respeito pela Sociedade apenas cresce quando Xander, seu melhor amigo, é designado para ser seu Par. Mas, após um mal entendido, tudo em que Cassia acredita parece desmoronar e é quando ser diferente dos outros começa a se tornar atraente.

>> Encontre o melhor preço de Destino

Um dos principais requisitos para que um livro seja bem-sucedido são os personagens, que, além de ter uma história interessante para contar, devem ser cativantes. E acredito que esta seja a primeira grande falha de Destino: Cassia, Ky e Xander não são carismáticos o suficiente, tampouco profundos ou tridimensionais, o que torna difícil a identificação com o leitor.

Uma das grandes vantagens das tramas distópicas é poder inventar um novo mundo e um novo sentido para tudo. E o cenário criado por Ally Condie é completo e não deixa nada a desejar quando comparado ao universo de outros livros do gênero. No entanto, a forma como o conflito se desenha em Destino não parece verossímil como em outras distopias. A impressão que fica é que os questionamentos e dilemas de Cassia surgem do nada, sem um ponto de transição e descobertas, sem um real motivo para que ela se rebele.

É difícil criticar uma série quando li apenas o primeiro livro. Talvez eu tenha ficado mal acostumada com Jogos Vorazes, Delírio Divergente, que me conquistaram logo nas primeiras páginas dos primeiros capítulos. Mas posso dizer que Destino ficou longe de me agradar e foi a leitura mais difícil de 2014. Ou seja, vou precisar de muita força de vontade se quiser terminar a saga de Cassia Reyes.

Título original: Matched
Editora: Suma deLetras
Volumes seguintes: Travessia e Conquista
Autor: Ally Condie
Ano: 2010
Páginas: 238
Tempo de leitura: 5 dias
Avaliação: 2 estrelas

Anúncios

6 pensamentos sobre “Resenha de Destino – Ally Condie

  1. Olar.quer.tc?
    kkkkkkk

    Acho q esse livro pode ser considerado a decepção do ano das minhas leituras.
    E concordo plenamente sobre os personagens… Cassia do nada, do nada mesmo, decide gostar do Ky, do nada tá apaixonada, do nada decide que ama o Ky… e por aí vai… Fora o egoísmo que ela tem, tds os malefícios devem ser combatidos por causa do Ky, não da sociedade que sofre os mesmos problemas, mas enfim…
    Tinha td pra ser um bom livro, mas a autora não conseguiu amarrar a história, fazer com q simpatizássemos pelos personagens, fora a escrita ser estranha, parecendo as vezes apelativa do tipo q chama atenção do leitor como se dissesse: olha, agora vc presta atenção. agora não precisa mais.

    E força que precisamos terminar essa trilogia!!! :D

    Bjo

  2. Oi Nadia, eu tinha bastante curiosidade de ler esse livro quando lançou, mas foi diminuindo. As distopias realmente têm mais chances de nos ganhar pelo mundo novo que criam, uma pena que este não conseguiu chegar a este objetivo.

    Um beijo

  3. Olá,
    saudações.
    Achei a trilogia muito interessante, o primeiro livro logo nas primeiras páginas é meio chatinho de ler realmente, mais depois que você entende a história dá um prazer em ler os livros. já li Destino e Travessia estava louca para ler Conquista, essa semana felizmente minha irmã comprou para mim e to quase acabando. Eu realmente achei ótimo. Mais em 2014 o melhor livro q já li foi Quem é você, Alasca? do john green, (esse eu recomendo) depois vem a trilogia da Ally Condie

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s