Scar Tissue – Anthony Kiedis com Larry Sloman

scar-tissue

Após ler Scar Tissue, a autobiografia de Anthony Kiedis, não restaram dúvidas de que o vocalista do Red Hot Chili Peppers foi/é adepto daquela velha máxima: sexo, drogas e rock ‘n’ roll. No entanto, esse lado de Anthony nunca foi segredo para ninguém e suas peripécias não surpreendem tanto. O que realmente nos pega de surpresa e chega até a ser inspirador é a sinceridade e a humildade com que o vocalista do RHCP narra sua própria trajetória – não importa se é um momento de vitória, derrota ou até mesmo desespero.

scartissue

Claro que, em sua autobiografia, Anthony conta muito sobre a evolução dos Chili Peppers – afinal, esse episódio ocupa mais da metade de sua vida. No entanto, eu diria que, apesar da grande importância, a história da banda não é o principal foco do livro e, muitas vezes, serve como contextualização para o que vem a seguir. As temáticas das canções e as circunstâncias sob quais elas foram escritas, porém, estão presentes em toda a obra e são um de seus principais ingredientes. Mas ainda arrisco a dizer que  Scar Tissue é, na verdade, um relato das viagens narcóticas que guiaram e provavelmente ainda guiam, mesmo que de forma indireta, a vida de Anthony.

A amizade também é um dos pilares da autobiografia de Anthony. Em todos os momentos, ele ressalta a convivência com os amigos e destaca a importância dessas relações, por vezes conturbadas e até ambíguas. As (muitas) mulheres que passaram pela vida do cantor também marcam presença na obra e confirmam a minha teoria: sempre achei que ele era o típico pegador, antes mesmo de ser famoso, e agora tenho certeza absoluta. No entanto, por trás da pose de garanhão, parece existir um homem romântico ao seu modo e eternamente apaixonado – ainda que cada vez por uma mulher diferente.

Além de simples e sincero, Anthony também parece ser um cara espontâneo e engraçado. Por outro lado, foi inconsequente e egoísta em muitos momentos de sua vida – principalmente em se tratando do seu vício em drogas. E acho que todas essas qualidades e defeitos aparecem com clareza desde a primeira página de Scar Tissue, o que faz do livro algo extremamente verdadeiro e ainda mostra o lado oposto ao “Anthony Kiedis, o rockstar”.

Essa foi a primeira autobiografia que li e, apesar da minha vida não ter nada a ver com a de Anthony, me identifiquei e, de alguma forma, me senti próxima a ele. E talvez isso tenha acontecido principalmente por causa da grande diferença que encontrei entre biografia e livros de outros gêneros literários: chorei não por imaginar as cenas, mas, sim, por saber que elas realmente aconteceram.

Título original: Scar Tissue
Editora: Ediouro
Autor: Anthony Kiedis com Larry Sloman
Ano: 2004
Páginas: 335
Tempo de leitura: 7 dias
Avaliação: 4,5 estrelas

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s