A Culpa é das Estrelas – John Green

a-culpa-e-das-estrelasO câncer na tireoide de Hazel Grace se espalhou por seu pulmão, o que fez com que o tubo de oxigênio se tornasse seu companheiro para a vida toda. Além disso, ela já esteve à beira da morte, mas agora passa apenas por um tratamento que não tem como objetivo curar sua doença e, sim, não deixar que ela se espalhe (mais). Contra sua vontade, Hazel participa de um grupo de apoio, em que outros sobreviventes e combatentes do câncer contam suas experiências e expectativas. É lá que ela conhece Augustus Waters, ex-portador da osteomatose, de quem fica amiga rapidamente. Augustus, ou simplesmente Gus, parece ser a pessoa que vai mostrar à Hazel o verdadeiro valor do infinito, ainda que ele tenha tamanhos diferentes para cada um. Mas, no final, a história deles se torna um aprendizado mútuo sobre o que realmente vale a pena.

aculpaedasestrelas

A Culpa é das Estrelas tem todos os ingredientes para ser uma história no melhor estilo piegas. No entanto, logo no início, você percebe que não será bem assim. Isso porque Hazel não se trata como vítima da doença, tampouco é alguém que vê apenas o “lado bom” mesmo dos piores problemas. Ela age como uma pessoa real poderia agir: às vezes, se pergunta por que ela; outras, faz piadas de humor negro; e na maioria, pensa em tudo o que não terá a chance de fazer.

Hazel é realista e sua história com Augustus, apesar de ser repleta de toques mágicos, também. E, por isso, mesmo não estando na mesma situação que eles, é possível não sentir dó e, sim, se identificar. Além disso, a obra de John Green é incrível por tratar um assunto tão delicado com tamanha sinceridade, a ponto de transformá-lo em algo, ao mesmo tempo, sensível e – acredite – divertido. Mas o melhor é que A Culpa é das Estrelas conta com aquele fator que nos faz realmente refletir sobre o verdadeiro valor da vida, mas não de uma maneira pedante, clichê ou utópica e, sim, reconfortante e redentora.

Vez ou outra eu me pergunto o que seria “melhor”: nascer cego e nunca saber o que é, por exemplo, bonito, feio, vermelho ou verde; ou perder a visão e nunca mais poder ver o bonito, o feio, o vermelho e o verde. Sei que nenhuma das opções deve ser muito atraente, mas, cada vez tenho mais certeza de que é melhor ter de abrir mão disso tudo do que não saber como é. E a história de Hazel é também um pouco sobre isso: é melhor ter a chance de viver e sofrer com a saudade ou nunca ter experimentado algo que seja capaz de causar a saudade? E ela mostra, como poucos, que se privar dos prazeres da vida, especialmente os mais simples, pode ser mais seguro, mas também é, de certo modo, mais covarde e, com toda a certeza, mais triste. Porque parte de “superar” é encontrar a medida certa do “aceitar”.

Título original: The fault in our stars
Editora: Intrínseca
Autor: John Green
Ano: 2012
Páginas: 283
Tempo de leitura: 4 dias
Avaliação: 5 estrelas

**A Culpa é das Estrelas foi adaptado ao cinema em 2014 e se tornou um fenômeno mundo afora. Com Shailene Woodley e Ansel Elgort nos papéis de Hazel e Gus, respectivamente, a adaptação é  moderna, charmosa e extremamente fiel.

Leia a resenha do filme aqui! 

Veja mais livros de John Green

Anúncios

24 thoughts on “A Culpa é das Estrelas – John Green

  1. Foi exatamente por essa “lição de vida” que eu gostei tanto do livro já que na minha opinião ele não chega a ser um grande drama, já que é tão realista – os dias ruins, os bons e os quase bons e nem tão ruins. A referência sobre as coisas simples dão meio um “choque”, às vezes ficamos com medo de cada besteira. Será mesmo que é preciso que as pessoas tenham que passar por situações tão ruins, como um câncer, pra valorizar o que realmente importa? Fiquei pensando nisso. Rola um medinho de não estar dando valor à vida, sendo que ela poderia ser bem pior. Bom, agora quero todos os outros livros do “João Verde” :D

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s