Resenha de As Vantagens de Ser Invisível – Stephen Chbosky

as-vantagens-de-ser-invisivel

Charlie é um garoto de 15 anos que não é exatamente bom em participar de sua própria vida. A fim de mudar esse cenário, ele decide desabafar sobre os problemas de sua vida a um amigo anônimo. Por meio de cartas, Charlie conta ao seu ouvinte misterioso fatos de seu dia a dia e também de seu passado. E, assim, ele tenta chegar ao cerne da questão: por que parece ser tão difícil deixar de ser invisível?

A sinopse de As Vantagens de Ser Invisível poderia sugerir um simples romance adolescente, com direito a clichês como o bullying na escola. No entanto, a obra de Stephen Chbosky aborda temas muito mais complexos do que a inaptidão social e, na verdade, traz à tona problemas que vão do suicídio ao abuso sexual. Além disso, as problemáticas apresentadas pelo autor poderiam muito bem ser vividas em qualquer estágio da vida, mas Charlie “escolheu” enfrentá-las aos 15 anos, quando tudo parece ser um pouco mais complicado do que realmente é.

Apesar das temáticas pesadas, As Vantagens de Ser Invisível é uma leitura leve e descontraída, principalmente por conta da narrativa epistolar desenvolvida por Chbosky. Na obra, Charlie narra os fatos de seu cotidiano ao amigo anônimo de forma ora divertida, ora angustiante, mas sempre simples, sincera e sensível. Se fosse para definir As Vantagens de Ser Invisível em apenas uma palavra, esta seria: brutal. Porém, a combinação entre a ingenuidade e o senso de humor de Charlie ameniza a história sem que ela perca sua densidade e importância.

Um dos pontos altos de As Vantagens de Ser Invisível é o desfecho. Apesar de ter uma dose de imprevisibilidade, o final da obra de Chbosky é extremamente realista. Ou seja, os problemas não desaparecem completamente de uma hora para outra. Pelo contrário. As cartas que Charlie envia ao seu confidente anônimo são justamente parte de sua busca por soluções e não a solução em si. Porque ser invisível pode ter suas vantagens, mas o que Charlie realmente quer é o que todos deveríamos querer: participar de sua própria vida – e se sentir infinito de vez em quando.

Título original: The Perks of Being a Wallflower
Editora: Rocco
Autor: Stephen Chbosky
Publicação original: 2007

21 comments

  1. “Acho que somos o que somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui. Ainda podemos fazer coisas. E podemos tentar ficar bem com elas.”
    Esse é um livro que aparenta ser raso, mas que com um pouquinho só de atenção, dá para mergulhar bem fundo em basicamente tudo o que o Charlie conta!

  2. Eu assisti o filme e gostei… Provavelmente no filme pegaram mais leve, mas ainda achei tenso.
    Pra mim, suicidio, abuso sexual e distúrbios alimentares (não nesse livro, no caso) são assuntos sérios e devem ser abordados com cuidado em livros e filmes. Não podem ser banalizados, nem retratados com exagero. Pelo menos no filme, achei que tudo foi sensível e delicado. Curti.
    Não penso em ler o livro… Só se vier parar na minha mão.

  3. Acho q esse foi um dos livros mais “tensos” q eu li esse ano. Não sei se foi pq eu tinha acabado de ler Extraordinário e já tava num momento down… mas esse livro tem umas sacadas geniais sobre diversos assuntos, ele trata até um pouco de forma poética seus problemas… E o filme pra mim foi oq eu imaginava enqnto lia o livro, chorei horrores com os dois. E a trilha sonora? The Smiths sensacional… ok parei… hahahahah

    Bjo

  4. […] As Vantagens de Ser Invisível Sinopse: 1960’s – Casada com o bem-sucedido empresário Laurence Stirling, Jennifer tem tudo o que muitas mulheres da época gostariam: beleza impecável, elegância invejável, um marido rico, uma agenda repleta de festas e jantares, uma casa luxuosa, além de um guarda-roupa cheio de vestidos glamourosos. No entanto, após sofrer um grave acidente, Jennifer tem sua memória comprometida e, aos poucos, redescobre quem é. E em meio a essa jornada, ela percebe que fez coisas que jamais pensou e que irão, novamente, mudar o rumo de sua vida. 2000’s – Ellie Haworth é jornalista e, há mais de um ano, mantém um relacionamento com um homem casado. Os amigos de Ellie recriminam sua atitude e as incertezas da relação já começam a afetar seu rendimento no jornal em que trabalha, o Nation. Em sua última chance de voltar a assinar as grandes matérias e manter o emprego, Ellie encontra uma carta de amor perdida em meio aos arquivos do jornal e fica obcecada para descobrir a história que há por trás desta memória. […]

  5. […] As Vantagens de Ser Invisível, Stephen Chbosky Acredito que seja seguro dizer que As Vantagens de Ser Invisível foi um dos livros que mais mexeram comigo na vida! Primeiro, porque é difícil ler essa história e ficar indiferente. Mas a questão é que o li em uma época complicada, em que foi muito fácil me conectar com Charlie. E é exatamente por isso que quero, mas tenho receio de reler a obra de Stephen Chbosky. Porque revisitá-la com certeza vai me trazer muitas lembranças… […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s